Evento, que ocorre no dia 13 de abril, trará em sua 6ª edição uma infraestrutura de tendas e contêineres de alimentação inéditas à Pedreira Paulo Leminski

Como melhorar o que já é excelente? Com essa dúvida em mente, a 6ª edição do Warung Day Festival (WDF) começou a ser concebida. À frente de uma das marcas mais bem-sucedidas de festivais na última década, os organizadores decidiram sair de qualquer zona de conforto e reinventaram uma infraestrutura já consagrada pelo público. Em 2019, o dia 13 de abril promete ser uma experiência única em termos de festivais de música.

Idealizado por Gustavo Conti, Luis Gustavo Zagonel, Patrik Cornelsen, Gustavo Rassi, Renato Ratier (DJ) e Carlos Civitate (Jejê), o WDF 2019 terá, como em anos anteriores, a Pedreira Paulo Leminski como cenário: 8 mil metros quadrados de área coberta, com praça de alimentação em contêineres. “Neste ano, o nosso principal objetivo foi realmente subir mais um degrau no que já tinha dado certo”, diz Patrik Cornelsen, sócio e diretor de Produção do Warung Day Festival.

Cenário do “melhor dia do ano”

O palco principal talvez contenha a primeira diferença que o público irá notar: trata-se de uma tenda TFS, sem pés intermediários. “É uma tecnologia que nos permite ter um vão livre interno grande e dá maior visibilidade, tanto para quem está na pista como na área VIP”, avalia Cornelsen. “É uma nova característica e que também gera um aspecto visual contemporâneo e moderno ao WDF. É o que há de melhor nesse sentido, um tipo de tenda que serve até como hangar para aviões de médio porte”.

As áreas VIPs passaram por uma reformulação: agora, em vez de um som próprio, quem estiver dentro do espaço poderá ouvir o som ao vivo do DJ principal, mesmo distante do palco. “É uma conexão direta com a mesa, sem jamais deixar de lado a imersão total do público presente dentro do WDF”, detalha. “Outro aspecto importantíssimo é a qualidade do áudio: todo o equipamento é fornecido pela Gabisom Audio Equipment, a mesma fornecedora de som de festivais como o Rock In Rio e o Carnaval do Rio de Janeiro. É sinônimo de excelência na área”.

As áreas de convivência estão um pouco maiores que em relação a edição 2018, e o backstage tem conexões exclusivas para facilitar o acesso daqueles que estão no setor VIP aos três palcos simultâneos do WDF. “Melhoramos a experiência do público VIP justamente para demonstrar as vantagens do pacote no festival”, diz Cornelsen.

Alimentação, drinks e sustentabilidade

Em relação à praça de alimentação, a nova legislação dos food trucks em Curitiba fez a organização optar novamente por contêineres. “Houve uma certa dificuldade em encontrar fornecedores que se adequasse às novas exigências, porém essa mudança nos permitirá uma diversidade maior de gastronomia dentro do evento”, antecipa Cornelsen.

As operações disponíveis dentro do WDF serão o Porks (especializado em carne suína com porções e sanduíches); o Quermesse (com comidas típicas regionais); e, para os fãs de comida asiática, o Yü Cozinha Oriental. “Nossa intenção foi criar mais diversidade de opções de alimentação esse ano, com variedade para todos os gostos”, detalha Cornelsen. “O Porks e o Quermesse, por exemplo, irão oferecer hambúrgueres, yakissoba, risoto e até mesmo barreado por preços entre R$ 18 e R$ 25”.

O Temple Drinks – bar oficial do Warung Beach Club, em Itajaí – terá uma versão adaptada exclusivamente para o WDF, com os principais drinks que foram idealizados pelo mixologista Pablo Lavall sendo servidos dentro do festival. “Os drinks e bebidas servidas no evento passaram por um criterioso processo de avaliação no sentido de: como ser sustentável em um evento com milhares de pessoas?”, relembra. “Nossa decisão foi: drinks sem canudos (os de papel, substituídos pelos de plástico, serão oferecidos em algumas bebidas) e a cerveja Itaipava Go Draft – a oficial do WDF – sendo servida diretamente da garrafa”.

A preocupação em impactar minimamente o meio ambiente não para por aí: o WDF 2019 terá uma equipe de reciclagem trabalhando paralelamente ao transcorrer do evento, com a coleta seletiva sendo realizada simultaneamente ao festival. “É uma ação que só foi reproduzida uma vez em um festival na cidade, mas que nós do WDF trabalhamos para que seja frequente”, avalia Cornelsen. “Queremos deixar a Pedreira, um ambiente querido para todos nós, da mesma forma que ela estava quando começamos a organizar a 6ª edição”.

Um dia para curtir – e também descansar

As áreas de descanso também foram aprimoradas neste ano, com mais conforto e descompressão ao público presente. “Desde a primeira edição do WDF, nós tentamos transmitir ao público que o evento é o dia todo: são 13 horas de música com o melhor da festa acontecendo ali por volta das 18h e 19h”, reflete Cornelsen. “Nossa ideia, em 2019, é justamente essa: criar um ambiente propício para o público poder curtir o dia todo um line-up que simplesmente só tem pontos altos. É claro, com a possibilidade de descansar e curtir quando assim desejarem”.

O Warung Day Festival é realizado pelo Warung Beach Club, Planeta Brasil Entretenimento e T2 Eventos, com patrocínio da Itaipava Go Draft, Red Bull, Bombay, Grey Goose, Grand Hotel Rayon e ParkShoppingBarigüi.

Os ingressos já estão à venda no site do Warung Day Festival e nas ticketeiras Blueticket, Alô Ingressos e EventBrite. Os valores variam entre R$ 150 e R$ 610. Todos os ingressos estão disponíveis com meia-entrada mediante a comprovação, exceto camarotes.