O varejo paranaense cresceu 4,86% em julho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, de acordo com a Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR). O resultado é reflexo do aumento nas vendas das lojas de departamentos (25,28%), vestuário e tecidos (16,65%) e combustíveis (13,31%), além da recuperação de setores que comercializam bens de maior valor agregado, tais com as concessionárias de veículos (4,55%), materiais de construção (2,79%) e supermercados (2,68%).

No somatório do ano, o comércio do estado registra elevação de 2,06% nas vendas sobre o mesmo período de 2018, com destaque para a lojas de departamentos (29,06%), óticas, cine-foto-som (12,14%) e combustíveis (9,84%).
Já na comparação com o mês anterior, os estabelecimentos comerciais do Paraná tiveram faturamento 8,7% superior a junho.
Dados regionais
Entre as regiões analisadas, o Sudoeste teve o melhor desempenho no mês de julho ante o mesmo mês do ano passado, e registrou alta de 34,07% nas vendas, em função, principalmente, de uma elevação considerável do setor de concessionárias de veículos (111,51%).
Maringá teve crescimento de 11,5% em julho em relação a julho de 2018. O varejo também obteve elevação em Curitiba e Região Metropolitana (7,73%), Oeste (6,26%) e Ponta Grossa (5,27%). Somente Londrina teve redução de 6,65% nas vendas.
No acumulado de janeiro a julho o Sudoeste também apresenta o melhor resultado do estado, com aumento de 7,89% nas vendas. Na sequência está Curitiba e Região Metropolitana (4,4%), Maringá (3,51%), Oeste (3,5%), Ponta Grossa (2,98%) e Londrina (-5,84%).

Leia mais no site da Fecomércio Pr
www.fecomerciopr.com.br/sala-de-imprensa/noticia/varejo-paranaense-cresce-486-em-julho/