É provável que a recessão econômica ainda não tenha chegado ao fim por completo no Brasil, contrariando declarações otimistas que sempre surgem de membros do governo. No entanto, o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), deixa claro que nem tudo está perdido. De acordo com a instituição, o PIB teve um crescimento de 0,4% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o trimestre anterior. O PIB somou R$ 1,78 trilhão no período. A economia também apresentou altas de 1% na comparação com o segundo trimestre de 2018, de 0,7% no acumulado do ano e de 1% nos últimos 12 meses.

Notícias assim são esperadas com entusiasmo pelos cidadãos, os quais vivem atualmente tão castigados pela crise que elevou a inflação, o desemprego e os juros, fechou empresas e detonou com a confiança de um país inteiro. A partir de agora, cabe ao governo deixar de lado os discursos políticos e manter o foco no trabalho responsável, visando a manutenção do crescimento econômico e da ordem social.