RAFAEL BALAGO
FOLHAPRESS – A Uber anunciou que terá um serviço de helicóptero com chegadas e partidas no aeroporto JFK, em Nova York, a partir da próxima segunda-feira (7), para todos os usuários. O voo poderá ser pedido pelo app.
As viagens farão a conexão do terminal com a região de Lower Manhattan, no sul da ilha (área do World Trade Center). Os voos deverão durar em torno de oito minutos e custarão entre US$ 200 e US$ 225 (cerca de R$ 825 a R$ 925) por pessoa.
O preço inclui transporte de carro pelas ruas, para completar a viagem até o destino final e entre o heliporto e o aeroporto. Os passageiros poderão levar uma bagagem pequena a bordo. O serviço estava em testes desde junho.
O valor cobrado pelo Uber Copter é próximo ao da empresa Blade, que também oferece voos nessa rota, por US$ 195, mas sem incluir o deslocamento final.
Um teste feito pela agência Reuters, no entanto, mostrou que uma viagem entre Midtown (área central de Manhattan, onde fica Times Square) e o aeroporto levou cerca de 70 minutos, somando a viagem de metrô até a parte sul da cidade, mais o voo e o percurso de carro entre heliporto e aeroporto. É o mesmo tempo de um trajeto por táxi com trânsito moderado, segundo a agência.
A Uber disse que pretende expandir gradualmente o serviço para outras regiões da cidade, e diz que os helicópteros são a fase inicial de um projeto que prevê chegar a uma espécie de “táxi voador”: veículos menores e elétricos, capazes de fazer decolagens e pousos verticais.
A empresa planeja lançar voos comerciais de curta distância com esses veículos, que ainda estão em testes, em cidades como Los Angeles, Dallas e Melbourne (Austrália) até 2023.