O Sistema Único de Saúde (SUS) terá, no segundo semestre deste ano, um novo remédio para o tratamento da tuberculose.

O Sistema Único de Saúde (SUS) terá, no segundo semestre deste ano, um novo remédio para o tratamento da tuberculose. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, na abertura do 3º Fórum Mundial Stop TB, no Centro de Convenções Sul-América, na Cidade Nova, no Rio. Esta é a principal reunião internacional para discutir a redução e a erradicação da doença no mundo

O medicamento é o TFC (dose fixa combinada), conhecido como quatro em um. A droga reduz de seis para dois comprimidos a dose diária utilizada atualmente no tratamento da doença.

Segundo o ministro, o novo esquema terapêutico é mais barato, facilita a adesão do paciente e o combate à multi-resistência do bacilo de Koch, bactéria que provoca a maioria dos casos de tuberculose. O tempo de duração do tratamento e os efeitos colaterais continuam similares. Hoje, 8% das pessoas que começam o tratamento abandonam antes da cura.

No evento, Temporão anunciou uma queda de 24,4% na incidência de tuberculose no Brasil nos últimos sete anos. Os dados são de 2007. Naquele ano, de acordo com o levantamento, foram registrados 72 mil novos casos no país. A média nacional é de cerca de 38 casos por 100 mil habitantes.