O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, teve uma conversa telefônica na ultima sexta-feira com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou a assessoria de imprensa do argentino em comunicado.

Durante a ligação, Trump disse a Fernández que havia “instruído” o Fundo Monetário Internacional (FMI), que concedeu uma linha de crédito de 57 bilhões de dólares ao país no ano passado, para trabalhar com o novo governo da Argentina.

O acordo do FMI, negociado com o atual presidente argentino, Mauricio Macri, está no limbo desde as eleições primárias de 11 de agosto, que Fernández venceu por uma margem maior que o esperado. Aquele resultado alimentou o receio de um calote da dívida soberana argentina.

Mas o peso se estabilizou nesta semana, ajudado por intervenções do banco central, após a vitória de Fernández nas eleições. A moeda fechou sexta-feira em 59,745 pesos por dólar.

Fonte: Reuters