Começa na próxima segunda-feira (16/9) a 9ª Semana Nacional de Execução Trabalhista, evento anual em que a Justiça do Trabalho de todo o país destaca parte de sua estrutura física e de pessoal para se dedicar exclusivamente a solucionar processos que tramitam na fase de execução. Esse momento processual acontece quando devedores não cumprem acordos ou decisões judiciais.

O objetivo da campanha é garantir o pagamento integral dos valores ao credor, assegurando a entrega efetiva do direito, tanto de primeiro grau quanto de segundo grau.

Ao longo do mutirão, a Justiça do Trabalho buscará solucionar esses processos por meio de audiências de conciliação ou por meio da intensificação de procedimentos executórios, tais como busca de bens e inclusão de devedores no BNDT, expedição de guias, mandados de penhora e realização de leilões.

No Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, as atividades da Semana Nacional de Execução Trabalhista ficarão concentradas em Curitiba, no Centro de Conciliação de 1º grau (CEJUSC 1º grau), localizado no Fórum Trabalhista, e no Centro de Conciliação de 2º grau (CEJUSC 2º grau), que fica no Edifício Administrativo. Serão realizadas, nos cinco dias do mutirão, perto de 370 audiências de tentativa de acordo amigável.

A 9ª Semana Nacional de Execução Trabalhista no TRT-PR será inaugurada em solenidade marcada para as 13h da segunda-feira no Centro de Conciliação de 1º grau (CEJUSC 1º grau).

A campanha é uma iniciativa do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), que adotou para a edição deste ano o tema “Todos pela efetividade da Justiça”.

Resultados anteriores

No ano passado, a Justiça do Trabalho movimentou quase R$ 720 milhões durante a 8ª Semana Nacional da Execução Trabalhista. Os 24 Tribunais Regionais do Trabalho realizaram 23.064 audiências e atenderam 93.702 pessoas. Foram homologados 8.379 acordos, realizados 645 leilões e efetivados 27.858 bloqueios por meio do BacenJud, sistema que interliga a Justiça ao Banco Central e às instituições bancárias.

Promovidas desde 2011, as edições anteriores da Semana da Execução Trabalhista juntas movimentaram mais de R$ 5 bilhões.

Assista AQUI ao vídeo da campanha deste ano.