A primeira exposição individual do artista Fernando Castro, batizada Anamnese, abre nesta sexta-feira 7, na Tetra Gallery. Por meio da arte contemporânea, abstrata e gestual, Fernando apresenta ao espectador trabalhos únicos e originais. A técnica assume uma posição secundária dando vez ao gesto e a construção orgânica de cada obra. Ao todo são 30 peças em papel com técnicas variadas, a maioria carvão, acrílico e óleo e temas de cunho pessoal que abordam amor, fé, filosofia, morte, vida, esperança e arte como forma de expressão e cura.

Curitibano, Fernando mora atualmente em São Paulo e segue carreira profissional como designer, com passagens por Estados Unidos e Austrália. Ao longo dos anos, encontrou na arte o meio para analisar e expressar os sentimentos e o subconsciente. Questionamentos comuns à sua geração – tais como responsabilidade, adequação da imagem pessoal e profissional, além dos desafios emocionais de quem partiu cedo em busca de uma oportunidades fora do Brasil. Essa realização foi a chama que reacendeu seu desejo em voltar às origens e externar seus anseios, coincidentemente tema presente na vida de muitos artistas.

Vernissage às 19h, neste dia 7, na Tetra Gallery (Rua Coronel Dulcídio, 540 C4). Visitação: segundas a sextas-feiras, das 11 às 18 horas até 12 de julho.