A cearense DelRio, uma das três maiores empresas brasileiras no segmento de lingerie, com 50 anos completados em 2018 e uma produção de 50 milhões de peças/ano de suas 21 unidades fabris, anuncia o objetivo de, até 2020, conduzir uma produção totalmente limpa, com gestão responsável e desenvolvimento social.
Segundo o empresário Carlos Pereira, fundador da DelRio, não foram medidos esforços com altos investimentos em tecnologia, maquinário e capacitação de funcionários, abraçando a indústria 4.0 – a integração da tecnologia com o capital humano. “Inovar é tornar a sustentabilidade mais que uma tendência”, justifica, observando: “Nossa meta é atingir esses patamares sustentáveis até 2020 para que já em 2022 haja um maior crescimento econômico e consequentemente financeiro”.
A empresa já utiliza o algodão sustentável, licenciado pela BCI – Better Cotton Initiative e tecidos que por não utilizar os tingimentos padrões reduzem o consumo de água, energia e são menos poluentes, em parceria com a Abrapa – Associação Brasileira dos Produtores de Algodão. Dentro do projeto há ainda um sistema de recuperação de calor aumentando a eficiência energética, a gestão de resíduos e produtos com matéria prima de origem sustentável e certificadas, como os fios tintos, por exemplo.
O programa, em processo de implementação até 2020, é todo apoiado por uma base triangular: econômica, social e ambiental. A primeira conta com transparência contável; governança corporativa; performance econômica e objetivos financeiros. Já a social traz políticas públicas; investimento comunitário; condições igualitárias de trabalho que contemplam a diversidade com atenção aos direitos humanos. A base ambiental leva em consideração energia, água, gases do efeito estufa, emissão e redução do lixo, reciclagem; reuso; limpeza verde, alimentos orgânicos e a biodiversidade.
Entre as ações econômicas, está a que prevê otimização de processos e códigos de conduta, com transparência, rigor e ética como bússola, notificados por relatórios e auditorias de empresas certificadas.
E as ações sociais têm por objetivo apoiar a comunidade e descobrir e reter talentos. Desde 2005 a empresa mantém uma escola de primeiro grau em Fortaleza, com o turno da noite dedicado aos alunos adultos. Conta também com creche que atende 150 crianças de zero a dois anos. Em Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, a DelRio possui um Centro de Preparação Profissional dirigido às operadoras de máquinas de costura, maior contingente fabril. Vale lembrar que 70% dos empregados são mulheres, inclusive nos cargos de direção.
P.S: Em fotos de Thiago Brito e ambientadas na Maison Prainha, em Fortaleza, a atual campanha da DelRio mostra modelos representando mães, noivas e namoradas para essas datas comerciais deste semestre.