LIVERPOOL, DONO DA SUPERCOPA
DECIDIDO NOS PÊNALTIS. Liverpool (campeão da Champions League) e Chelsea (vencedor da Liga Europa) empataram no tempo normal, um a um, decidindo a Supercopa da Europa. Stephanie Frappart foi a primeira mulher a apitar numa competição masculina organizada pela Uefa: a Supercopa. O resultado foi definido na prorrogação. Gol de MANÉ para o Liverpool e Jorginho, brasileiro naturalizado italiano para o Chelsea. 2 a 2. Nos pênaltis, vitória do Liverpool: 5 x 4, com Adrián que substituiu o brasileiro Alisson, lesionado, defendendo a última cobrança do Chelsea.


COPA DO BRASIL
O Grêmio está à um passo da final do torneio. Venceu por 2 x 0 o forte time do Furacão no Rio Grande do Sul, mesmo sem jogar uma grande partida. Mas foi suficiente para ir com vantagem para o jogo de volta dia 4 de setembro em Curitiba. Mas, futebol tem sempre suas surpresas. Será que teremos clássico gaúcho na final da Copa do Brasil.


NEYMAR
O jornal “Sport” insiste que o jogador já se sente jogador do time catalão. Manchete do jornal de hoje: “Neymar ya empieza a verse en nel Barcelona”, traduzindo: “Neymar já começa a se ver no Barcelona”. Treinou sozinho ontem, o que deve acontecer de novo hoje. Mas sua cabeça está no Barça. Cada dia tem um novo capítulo.


Árbitra Edna Alves, de Goioerê, vai apitar decisão da Série D
Ela já tinha entrado para a história por apitar semifinal da Copa do Mundo feminina, na França. Antes, tinha atuado na Série A do Brasileirão. Agora a árbitra Edna Alves, de Goioerê, garantiu mais uma façanha. Será a primeira mulher a apitar uma decisão de Campeonato Brasileiro. É a final da Série D, domingo (16h), entre Manaus e Brusque/SC, na Arena Amazônia.


Marcelo de Lima Henrique (foto), teve desempenho de excelência na direção do prelio de ida pelas semifinais da Copa do Brasil entre Grêmio/RS 2 x 0 Athletico/PR, na quarta-feira que passou, na Arena do Tricolor dos Pampas. Porém, não escapou do “vírus maligno”, que contaminou todo o corpo da arbitragem brasileira. A denominada “rodinha” dos atletas a qualquer marcação, em torno dos árbitros. Culpa dos seus congêneres.

Com informações das redes sociais, assessorias e 
sites: fabiocampana.com.br e twitter.com/Valdircbicudo (apitodobicudo.blogspot.com)