A NRG Soluções Sustentáveis, uma startup curitibana, está lançando uma plataforma colaborativa e um escritório colaborativo voltados exclusivamente para setor de energias renováveis. Será o primeiro escritório colaborativo no Brasil voltado somente para essa área. O objetivo é estimular a inovação e promover parcerias com o mercado internacional.

A proposta é  integrar empresas do setor energético, especialistas em inovação e sustentabilidade e agentes dispostos a disseminar e investir em soluções sustentáveis.

“O objetivo é promover o networking entre os participantes e estimular a inovação e sustentabilidade, compartilhando conhecimento e experiências do mercado de energias renováveis e eficiência energética”, explica Renata Abreu, fundadora do NRGHub.

O NRGHub foi projetado para os atores do setor energético brasileiro, tendo como vetor econômico o desenvolvimento sustentável. Seu objetivo é promover o relacionamento e intercâmbio de conhecimentos entre os participantes, desenvolver novas qualificações empresariais por meio de conexões globais, identificar nichos e tendências do mercado, conectar ações empreendedoras e fomentar a competitividade setorial.

Na fase atual de pré-lançamento, a NRGHub está em busca de parcerias estratégicas para a consolidação da plataforma, como empresas líderes do setor e universidades. Para concretizar o projeto será criado um espaço colaborativo exclusivo para as empresas e instituições que integrarão a plataforma – o primeiro do Brasil voltado ao setor de energia.  Além disso, a NRG Soluções Sustentáveis está firmando parcerias no mercado europeu. “Pretendemos explorar a imersão profissional no ambiente internacional e também trazer especialistas para workshops e seminários temáticos. O grande propósito dessa ação é desenvolver negócios locais a partir de iniciativas e parcerias globais”, esclarece Renata, interessada também em expandir seus contatos para os mercados asiático e americano.


Jornalista que revela corrupção vem ao Brasil

O escritor e editor do The Sunday Times, Jonathan Calvert, que revelou escândalo da Fifa, estará em Foz do Iguaçu

Jonathan Calvert, escritor e editor do The Sunday Times contará para cerca de mil auditores, detalhes do processo de investigação que revelou ao mundo o escândalo conhecido como ‘Fifa Files’. Ele é considerado um dos mais respeitados profissionais da imprensa investigativa na Europa.

Eleito recentemente como jornalista do ano pela British Press Awards, Jonathan Calvert, virá ao Brasil para participar da 23a edição do Clai – Congresso Latino-americano de Auditoria Interna. Dessa vez, sua missão não será a de cobrir o evento, e sim, de apresentar como keynote speaker, o case que fico celebre como ‘Fifa Files’ – reportagem que desmascarou o esquema de compra de votos para a eleição da sede da Copa do Mundo no Catar, em 2022.

Durante o evento, que acontecerá em Foz do Iguaçu entre os dias 21 e 24 de outubro, Calvert estará diante de centenas de auditores para ilustrar os principais capítulos de um escândalo que abalou o mundo do futebol e que mais tarde seria relatado em seu livro “The Ugly Game” – O Jogo Feio.


Economia e eleições no  Café com Negócios

Guilherme Demenech e Rafael Coutinho, do Banco Safra, debatem conjuntura econômica.

A conjuntura econômica brasileira no período pré-eleitoral foi o tema do Café com Negócios na ACP, evento promovido em parceria com o Banco Safra, que reuniu, recentemente,  dezenas de associados .

O  presidente Gláucio Geara destacou que a ACP disponibiliza uma série de produtos de serviços que são ferramentas para que as empresas sobrevivam em tempos de crise e voltem a crescer assim que o panorama do país se modificar. “Não podemos só lamentar. Temos que reagir e exigir dos governantes a viabilização das necessárias reformas constitucionais”, disse.

Rafael Coutinho e Guilherme Demenech, do Banco Safra, fizeram uma análise do cenário econômico a partir de um histórico do crescimento do déficit público, e de como ele gerou a grave crise econômica que afeta o Brasil há quatro anos. O freio nas reformas durante o governo Temer agravou a previsão de crescimento do PIB para este ano, que chegou a ser de 3%, e hoje é de apenas 1,5%. Com as incertezas na política, o mercado age com instabilidade, com o dólar disparado acima de R$ 4 reais. Segundo eles, as pesquisas e o noticiário vão continuar pautando o mercado até que se defina o quadro eleitoral.


Curitiba no  ranking de cidades inteligentes

A capital paranaense conquistou um novo reconhecimento na  lista as cidades mais inteligentes do Brasil.

A capital paranaense conquistou um novo reconhecimento nesta semana: na recém-lançada edição de 2018 do ranking Connected Smart Cities, que lista as cidades mais inteligentes do Brasil, Curitiba figura pela primeira vez no topo do estudo. Em sua quarta atualização, o ranking avalia 70 indicadores distribuídos em 11 eixos, sendo eles: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança. São Paulo ocupou a primeira classificação do estudo em 2016 e 2017.

Uma cidade inteligente deve ser criativa, sustentável, e que faça o uso da tecnologia para apoiar as soluções, tendo como foco principal o cidadão. A tecnologia é  imprescindível para a viabilização de serviços públicos de maneira prática. Fernando Matesco, diretor técnico do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), responsável pelo desenvolvimento de mais de 200 soluções e sistemas para Curitiba, relata que a disponibilização online torna mais democrático o acesso aos principais serviços, além de que o uso da tecnologia auxilia na gestão, por possibilitar a transformação de dados em informações estratégicas, com o uso de ferramentas de Business Intelligence e Business Activity Monitoring, por exemplo.


Encontro de consulados e câmaras

Dia 11 acontece o   III Encontro de Consulados e Câmaras de Comércio e Indústria do Paraná.

O Sistema Fecomércio Sesc Senac PR vai promover no próximo dia 11 de setembro o  III Encontro de Consulados e Câmaras de Comércio e Indústria do Paraná. Este evento que será realizado no horário de  15h00  às 18h00,  terá a apresentação de representantes do Mercosul – Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai, que apresentarão produtos para comercialização

com o Paraná, bem como abordarão demais assuntos relativos ao intercâmbio comercial.O Sebrae/PR, por sua vez, fará apresentação da Expo Paraguay Brasil.Assim, ao  final do evento  a Argentina servirá  suas famosas empanadas, o Paraguai com seus pratos típicos entre eles a  “sopa Paraguaia”, um bolo tradicional do país. E para finalizar, o Chile com seus tradicionais vinhos.O local será  a sede da Fecomércio PR , na Rua Visconde do Rio Branco, 931 – 7º andar (plenário). Mais informações com Karoline Lorenzi, fone  3883-4538 ou  karoline@fecomerciopr.com.br


Bono, o cão surfista em Curitiba

O labrador Bono o cão surfista

A Casa do Produtor, pet store líder do mercado paranaense, traz para Curitiba pela primeira vez o labrador Bono o cão surfista. Um labrador de oito anos que junto com o dono Ivan Moreira surfa desde os 5 meses de idade. Uma dupla que cada vez mais conquista espaço e títulos mundiais e ganha fama mundo afora.

Bono e Ivan Moreira estarão em Curitiba no sábado, dia 15 de setembro das 11h às 17h, na Villa Yamon. Na ocasião a dupla fará uma palestra com bate-papo especial às 15h. Para esta palestra a entrada será um quilo de ração para ser doada para a ONG Fica Comigo. Quem não trouxer a ração, poderá comprar na hora do evento. No evento também haverá sorteio de brindes, sessão de fotos com o público, além de feira de adoção pet com a ONG Fica Comigo.


Arrecadação  sem aumentar impostos

A melhoria do sistema tributário é um objetivo perseguido pela Febrafite (Federação Brasileira de Associações de Tributos Estaduais) desde 1999, quando a diretoria à época apresentou no Congresso Nacional sua primeira proposta de reforma.Vivenciamos um momento único na história do nosso país, no qual diversos setores da sociedade civil concordam que devemos avançar nessa pauta para resgatar a confiança de empreendedores, promover um ambiente amigável à geração de negócios, emprego e renda.

“O país não pode mais conviver com um ecossistema de negócios confuso, caro e ineficiente, que gera condições perfeitas para uma rebelião tributária, a exemplo do que suscita a recente greve dos caminhoneiros que parou o país em junho deste ano, motivados pela alta carga dos impostos sobre o diesel”, alerta o presidente da Febrafite, Juracy Soares.


Sebrae e Natura  fomentam  empreendedorismo

 
A multinacional brasileira do setor de cosméticos, Natura, e o Sebrae uniram forças para desenvolver habilidades empreendedoras nas Líderes de Negócios da empresa. A parceria visa fortalecer o perfil empreendedor e desenvolver competências para atuação em gestão, marketing, vendas e finanças. Em agosto, as mais de 5000 Líderes de Negócios da Natura passaram a ter acesso a conteúdos exclusivos oferecidos pelo Sebrae, com palestras, capacitações à distância e presenciais.

Essa é a primeira vez que o Sebrae realiza uma parceria do tipo, fornecendo conteúdo customizado para as necessidades das Líderes de Negócios da Natura. O papel da Líder, criado com a revitalização do modelo de negócios da empresa, agora chamado de Venda por Relações, é fomentar o empreendedorismo de sua rede.

Nesse novo modelo, as Líderes de Negócios estão diretamente ligadas às Consultoras de Beleza, com a capacidade de inspirar, mobilizar, assistir, motivar e orientar as consultoras de seus grupos.


Cresce número de empresas inadimplentes

O número de empresas com contas em atraso e registradas nos cadastros de inadimplentes cresceu 9,38% em julho de 2018, ante o mesmo mês do ano passado. Trata-se do terceiro mês seguido em que a alta supera a casa dos 9%: em junho, o crescimento havia sido de 9,41% e em maio, de 9,37%, ambos na comparação com o mesmo mês de 2017. A alta observada em julho foi puxada, principalmente, pela região Sudeste, que apresentou um aumento de 16,44% na quantidade de empresas devedoras. Nas demais regiões também houve alta, mas em patamares menores: 4,82% no Sul; 4,04% no Centro-Oeste; 3,69% no Nordeste e no Norte, 2,66%. Os dados são do Indicador de Inadimplência da Pessoa Jurídica apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

De acordo com a sondagem, o setor de serviços foi o que apresentou maior alta no número de empresas devedoras: um crescimento de 13,6% na comparação com o ano passado. Em seguida aparecem as empresas o comércio (7,0%) e as industrias (5,7%). O ramo da agricultura foi o único a ter queda na inadimplência (-5,5%). Em termos de participação no total de empresas devedoras, quem lidera é o setor do comércio com 46%, ao passo que o setor de serviços responde por uma fatia de 40%. As indústrias têm participação de 9% do total de empresas devedoras, ao passo que a agricultura representa apenas 0,5%. Em média, cada empresa devedora tem duas contas não quitadas.