Requião está só. Isolado. O aritmético do PMDB acendeu a luz vermelha no partido. Segundo seus cálculos com base no resultado da eleição de 2014, tudo leva a crer em redução drástica da bancada do MDB na Assembleia Legislativa. Os quatro deputados que permaneceram na legenda fizeram 193.920 votos: Requião Filho (50.167), Anibelli Neto (49.349), Nereu Moura (48.735) e Ademir Bier (45.699). Essa soma elege um ou dois deputados em 2018, dependendo dos votos que cada partido/coligação fizer na eleição de outubro.

Em 2014, MDB elegeu sete deputados e todos os candidatos mais a legenda fizeram 771.253 votos. Para 2018, o partido ficará sem os três maiores puxadores de votos: Alexandre Curi (114.97 votos), Artagão Junior (78.594) e Romanelli (60.298) – um total de 253.689 votos. O MDB perdeu ainda outros dos deputados: Jonas Guimarães (40.139 votos) e Stephanes Junior (39.965). E deve perder Ademir Bier para o PSD.

Osmar candidato do PDT

Pois, pois, enquanto muita gente tramava implodir a candidatura de Osmar Dias, tratado como moeda de troca em negociações outras, o PDT decidiu lançá-lo oficialmente candidato a governador do Paraná. Foi na mesma cerimônia de lançamento de Ciro Gomes a presidente da República. Ou seja, Osmar não está dependendo de ninguém para manter sua candidatura a governador, que no PDT pode fazer aliança com Requião, do PMDB, com o PRB e mais uma penca de partidos.

Conversa vai

Os políticos nativos passaram o dia de ontem a esperar os resultados das conversas entre o senador Alvaro Dias e Ratinho Jr. Alvaro quer apoio de Ratinho pai e Ratinho filho para seu projeto presidencial. Aí incluída a Rede Massa de Comunicação e o programa de Ratinho pai no SBT. Ratinho que Alvaro distante da eleição no Paraná, especialmente de seu irmão Osmar Dias, adversário direto na disputa do governo. Conversar não ofende nem compromete. Alguém acredita que isso vai prosperar?

Ratinho no trecho

Indiferente às especulações, o deputado Ratinho Junior (PSD) mantém a sua agenda. Visita nesta sexta-feira, 9, as cidades de Pato Branco e Beltrão na região sudoeste do Paraná. Em Pato Branco, Ratinho Junior tem encontro com lideranças da Sociedade Rural visita empresas e entidades da saúde e ainda conversa com a imprensa. Também tem uma reunião ampliada na casa do Deputado Guto Silva (PSD). Á noite, participa da abertura da 28ª edição da Expobel em Francisco Beltrão.

Mais um

Depois da vice-governadora, Cida Borghetti, o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) teve seu celular clonado ontem.

Primeira instância

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin enviou para a Justiça Federal de Brasília a denúncia contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff pelo “quadrilhão do PT”. A acusação, por organização criminosa, foi oferecida pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em 2017, contra 16 pessoas.

Mais alguns

Entre os denunciados que vão passar a responder na primeira instância estão ainda Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil), Guido Mantega (Fazenda), Edinho Silva (Comunicação), e ainda o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. A parte da denúncia contra Edinho Silva, que hoje é prefeito de Araraquara (SP), deve ser encaminhada ao Tribunal Regional Federal da 3° Região.

Bolsonaro aqui

O deputado Fernando Francischini (PSL) adiantou nesta quinta-feira, 8, que o deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) estará em Curitiba no dia 29 de março – data dos 325 anos da capital. Bolsonaro vai se encontrar com deputados, vereadores e lideranças políticas. Nos próximos dias, o PSL vai divulgar o horário e local de evento. O partido sinaliza disputar o Palácio Iguaçu, trabalha para eleger entre seis a oito deputados estaduais e três ou quatro federais.

PSB veta Requião

Deputados do PSB vetaram o senador Roberto Requião (MDB) na aliança que costuram com o ex-senador Osmar Dias (PDT) para as eleições de outubro. A direção nacional e os deputados concordam num ponto: filiar Osmar ao partido. Na próxima terça-feira, 13, o presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, se reúne novamente com o pedetista em Brasília. A conversa em Curitiba na terça-feira, 6, foi produtiva, mas o aceno de Siqueira pelo nome de Requião, como candidato ao Senado na chapa de Osmar, irritou e constrangeu a bancada paranaense do PSB.

Cesáreas monitoradas

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta quinta-feira, 7, a criação de um sistema de monitoramento online para acompanhar a quantidade de partos cesáreas nos serviços do SUS. Barros disse que o sistema é um passo importante e representa um grande avanço na continuidade das ações de monitoramento da saúde da mulher.

Joel está fora

Joel Malucelli, dublê de empreiteiro e condottiere político, presidente do Podemos nativo, jura que não entra nas disputas locais como candidato. Pelo menos, por enquanto. “Sou carta fora do baralho”, afirma Joel, que se diz preocupado unicamente com a candidatura de Alvaro Dias a presidente da República.

Articulou Ratinho

Esse propósito o levou a aproximar Ratinho Jr, candidato a governador pelo PSD, de Alvaro Dias, presidenciável do Podemos. O encontro dos dois acontece hoje, em Brasília, e a conversa deve girar em torno de apoio mútuo. Alvaro quer Ratinho Jr a apoiá-lo como candidato ao governo e Ratinho pai como campeão de audiência em rede nacional de televisão.

Osmar dança

Ora, pois, quem dança nessa composição é o mano Osmar Dias, candidato a governador pelo PDT e publicamente comprometido com a candidatura presidencial de Alvaro. A recíproca, pelo visto, não é verdadeira.

Mac Donald condenado

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) condenou Paulo Mac Donald Ghisi (PDT), ex-prefeito de Foz do Iguaçu, por improbidade administrativa. A condenação saiu porque o TJ acatou um recurso do Ministério Público (MP). Com a condenação, o ex-prefeito perde os direitos políticos por três anos, e deverá pagar multa equivalente a dez vezes o salário que recebia na prefeitura.

PT irritado

E com razão. Ao contrário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,  que teve sua pena aumentada em quase três anos e acrescida da possibilidade de prisão quando se esgotar a possibilidade de recursos em segunda instância em tempo recorde pelo TRF-4, a Corte reduziu o tempo de prisão do ex-governador tucano José Azeredo (PSDB) em dois anos e permitiu que ele respondesse ao processo em liberdade até a última instância; se o julgamento não for concluído até setembro Azeredo poderá entrar com pedido por extinção da pena por fazer 70 anos de idade.

Mulheres

Mais de 170 países tiveram manifestações durante a greve no Dia Internacional da Mulher, comemorado ontem. Dentre eles, a nação que deve ter maior engajamento, ao menos na Europa, é a Espanha. Organizações de defesa dos direitos das mulheres promoverão uma greve geral no país, sob o slogan “Sem nós, o mundo para”. A plataforma Comision8M inspirou-se na histórica abstenção no trabalho feita por islandesas em 1975 – que foi seguida por cerca de 90% das cidadãs. A pausa também é prevista para as tarefas domésticas, cuidados com outras pessoas, como marido e filhos, e no consumo.

Outros países

O Brasil, também inspirado em movimentos anteriores, realizou atos em defesa dos direitos das mulheres. Batizada de “8M Brasil”, a mobilização prevê pequenas pausas no trabalho, que estão marcadas para acontecer entre 12h30 e 13h30.

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o seu desafio será construir uma candidatura “viável” à Presidência da República até junho, quando acontecem as convenções partidárias. O nome de Maia foi lançado como pré-candidato ao Palácio do Planalto nesta quinta-feira (8) em um evento realizado em Brasília.

 

, que hoje aparece com 1% nas pesquisas de intenção de voto.

 

Em seu discurso, o presidente da Câmara disse que vai trabalhar para formar alianças com outros partidos e que será um candidato que saberá “conversar com todos”, “sem o antagonismo atrasado da direita e da esquerda”.

Rodrigo Maia tem 1% nas pesquisas de intenção de voto

Vai recorrer

A defesa do ex-prefeito informou que vai recorrer. Na ação, de 2015, os promotores afirmam que Ghisi assumiu diversas despesas em 2012, desrespeitando a lei de responsabilidade fiscal. Segundo o MP, as dívidas assumidas nessa época chegam a R$ 40 milhões de reais.

União ‘deve’

Os municípios brasileiros cobram do presidente Michel Temer uma “dívida” de R$ 37,1 bilhões de transferências de recursos prometidos em 2017, mas postergados para pagamento neste ano. Esse represamento tem levado a um quadro generalizado de obras inacabadas por todo o País, alerta a Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Restos a pagar

Estudo da CNM obtido pelo Estadão/Broadcast mostra que esse é o tamanho do chamado “restos a pagar” do Orçamento da União relacionados à transferência de recursos para as prefeituras. Restos a pagar são despesas programadas (empenhadas, no jargão técnico), mas não liquidadas (ou seja, o produto ou serviço não foi efetivamente adquirido) até 31 de dezembro de cada ano e empurradas para o Orçamento do ano seguinte.

Vingança pornô

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, a pauta do Senado foi dedicada quase que exclusivamente à aprovação de matérias que visam combater e punir crimes de misoginia e violência contra as mulheres, praticados no ambiente da internet, a rede mundial de computadores. O primeiro deles torna crime a chamada vingança pornográfica, quando ocorre a exposição criminosa da intimidade sexual da mulher por meio da publicação, transmissão, distribuição e exibição de material de caráter íntimo e privado, sem o consentimento da vítima. É comum a prática dessa violência motivada por vingança de ex-companheiro, marido ou namorado, que não aceita o fim do relacionamento. O projeto tratou ainda do registro não autorizado da intimidade sexual.

Collor definiu estratégia

Fernando Collor vai recorrer à falta de memória do brasileiro para emplacar sua candidatura ao Planalto. Ainda que ele siga dizendo que será candidato, o mais provável é que embarque em uma disputa ao governo de Alagoas mesmo. De qualquer forma, é necessária uma mise-en-scène para sustentar esse teatro todo do senador. E, pelo menos na produção, ele não tem falhado.

Coisas boas

A estratégia de sua equipe é bater na tecla das coisas boas que ele fez como presidente, como a criação do SUS, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a abertura do mercado para a telefonia celular.

Celular clonado

A vice-governadora Cida Borghetti teve uma surpresa desagradável na noite desta quarta-feira (07) ao ser avisada que seu celular havia sido clonado e que, em seu nome, golpistas enviaram mensagens à sua lista de contatos pedindo dinheiro emprestado. A vice cumpria agenda em Brasília e anunciou o fato imediatamente em suas redes sociais para evitar que mais pessoas caíssem no golpe. Cida lamentou que alguns contatos, acreditando ser verdade, fizeram depósitos numa falsa conta. Segundo informações da assessoria, já foi feito o Boletim de Ocorrência (BO) e o caso está sendo investigado pela Secretaria de Segurança.

Absurdo

O desmantelo nas contas públicas do governo do Rio de Janeiro já foi sentida pelos membros da intervenção federal na segurança do Estado. Na Polícia Militar, principal alvo da medida, há coronéis recebendo até 50% mais que o soldo mensal do general de Exército Braga Netto, que está no topo da carreira. O salário no teto constitucional, algo impensável em patentes superiores nas Forças Armadas, é corriqueiro na PM do Rio.

Mais que o chefe

No final da carreira, o salário do general Braga Netto gira em torno de R$ 22 mil. Já o de coronéis na PMERJ atinge os R$33 mil mensais. Em 2016, no Rio, havia 230 coronéis na ativa e 1.045 aposentados. O salário médio de R$26,5 mil é superior aos vencimentos dos generais.

Saindo pelo ladrão

Durante o governo de Sérgio Cabral, condenado a mais de 100 anos de prisão, a PMERJ chegou a ter 36 coronéis sem função definida.

República da esperteza

Políticos e partidos cometem desatinos, a Justiça Eleitoral os condena a pagar multas, e adivinha para onde vai esse dinheiro? De volta para os partidos e os políticos. Só em janeiro faturaram R$1,2 milhão com isso.

Abertura reduz a pobreza

Relatório do Banco Mundial conclui que uma nova abertura da economia, como aquela promovida no governo Fernando Collor, retiraria da pobreza mais de 6 milhões de pessoas. O documento cita a liberalização da era Collor como exemplo de promoção de ganhos para os mais pobres.

#MaisReformaJá

Pense num absurdo e na Justiça do Trabalho haverá precedente: um empregador, coitado, foi obrigado a reintegrar uma funcionária que pediu demissão e depois “descobriu” que estava grávida. #MaisReformaJá.

Fim do privilégio

Só auxílio-moradia de juízes e promotores custa mais de R$1,6 bilhão ao contribuinte todos os anos, diz o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Ele apresentou PEC que acaba com esse auxílio para todas autoridades.

Batendo em retirada

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), chegou a insinuar, quando sondagens internas lhe davam 5%, que disputaria o Planalto se tivesse no mínimo 10%. Na pesquisa CNT/MDA, ele aparece com 0,6%.

Que diária é essa?

Apenas um servidor do Inmetro já embolsou R$97,6 mil em diárias em 2018, fora o salário, para prestar “serviço” para o governo federal no exterior. No total, já foram gastos mais de R$ 18,6 milhões com diárias.

Faltou explicar

Visita íntima é uma liberalidade de quem administra os presídios. Eles deveriam ser chamados a explicar os motéis na cadeia de Benfica. O benefício não prevê o uso do espaço para prostituição.

Máscara de herdeiro

Ex-ministro Ciro Gomes (PDT) é o primeiro pré-candidato a presidente convidado da Câmara de Comércio Brasil-EUA para debate com empresários. Será dia 13, às 9h, na Amcham em São Paulo.

Mulheres

Dilma e Gleisi à parte, é tão irrisória a participação feminina nos desacertos nacionais que o Brasil estaria bem melhor com mais mulheres na política.

Relógio da Violência

Inevitável rever os números da violência contra a mulher em seu dia. Pois, aí vão. Dados do projeto Relógio da Violência, do Instituto Maria da Penha, mostra que cada dois segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil. A cada 1.4 segundos, uma mulher é vítima de assédio. Os números são baseados em um levantamento realizado do Instituto Datafolha em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Não denunciados

Os números são altos e ainda sim muitos outros não entram para as estatísticas porque não são denunciados. Um dos motivos é o medo de que na hora da denúncia, a mulher será desacreditada. O Brasil possui delegacias especializadas no atendimento à mulher, mas apesar disso a reprodução de comportamentos machistas na hora da denúncia afasta a vítima.

Violência doméstica

Nos casos de violência doméstica, a decisão de denunciar o agressor é sempre mais difícil. A vítima tem muitas vezes um vínculo não apenas financeiro como emocional com o agressor. Além disso, há a vergonha de expor as agressões, para a sociedade e mesmo para agentes públicos. O machismo é cultural e faz parte da sociedade brasileira. Homens, e também mulheres, repetem padrões de comportamento que denigrem a mulher, corroboram para a violência de gênero e torna aceitável agressões e assédio.

Frases

“Aceito, sim, o desafio de ser candidato a presidente da República.”

Rodrigo Maia

“Sou candidato a governador e não abro.”

Osmar Dias