Fortaleza, Rua dos Tabajaras nº 660, imediações do Aterro da Praia de Iracema, onde deu-se a mais animada edição do Dragão Fashion Brasil Festival, é o endereço, há vinte anos, do ateliê da estilista Silvania de Deus. Nada mais apropriado que ela, presente já na primeira edição, fosse homenageada, encerrando os 36 desfiles do mega evento de moda autoral em seu aniversário de vinte anos.

Na passarela de gala, sábado passado, com direito a voz (Lorena Nunes) e piano (Cláudio Mendes), ela apresentou 43 peças inspiradas nos ciclos da vida feminina.  Imersa é o título da coleção e com ela a cearense conclama “as mulheres a se despirem da opressão para se revestirem de autoestima”.

O desfile comemorativo narrou as duas décadas de seu ateliê, com criações inspiradas nos ciclos femininos. Entre as modelos, desfilaram também clientes de Silvania – “pessoas reais”. A coleção é composta de alfaiataria cortada no algodão orgânico e linho; bordados de Maranguape (mestra Maria do Carmo); estampas artesanais – em serigrafia manual ou estampas digitais, crochês e macramê.