Shazam! está nas telas, portanto, que a criançada vá ao cinema para ver a versão de um super-herói muito caricato, até infantiloide. Sabe o Capitão Marvel? É o próprio. O personagem de HQ data de 1939 mas não pode mais usar o nome original por questões autorais. Passou a se chamar Shazam, iniciais de Salomão, Hércules, Atlas, Zeus, Aquiles e Mercúrio, a palavra mágica capaz de fazer um adolescente de 15 anos tornar-se adulto com mega poderes.
Se aguadar o pós-crédito para ver algo mais inteligente, poderá achar engraçadinha uma menção a Superman, super-herói que teria sido sofrido plágio, segundo acusações resolvidas na justiça. Essa história até parece mais interessante que o roteiro de Shazam!. Se é comédia, nem é tão divertida. Se é aventura, falta ação.
Os atores infantis estão bem na tela, mas falta carisma ao elenco adulto. Zachary Levi faz um Shazam engraçadinho demais e Mark Strong leva seu papel de vilão (Dr.Silvana) a sério demais.