Quando se pensa em emprego, logo vem à mente do trabalhador o salário, os benefícios e a estabilidade profissional. No entanto, esses não são os únicos itens fundamentais. Outra questão importantíssima, e que às vezes passa despercebida, é a segurança do ambiente de trabalho. Um dos deveres básicos de qualquer empresa é providenciar ao empregado as condições necessárias para que ele efetue suas tarefas sem que haja perigo imediato a sua saúde. As estatísticas brasileiras demonstram que a prevenção aos acidentes de trabalho pode ser ainda melhor.

Segundo o Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho, o Brasil registra uma morte por acidente de trabalho a cada 3horas e 40 minutos. Entre 2012 de 2018 foram contabilizados 17.200 falecimentos em razão de algum incidente ou doença relacionados à atividade laboral. No último domingo foi comemorado o Dia Mundial e Nacional de Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças de Trabalho, uma data criada para alertar a sociedade sobre o problema. Cabe às empresas colocar o bem-estar do trabalhador em primeiro lugar, e não os resultados financeiros do empreendimento. Quanto ao trabalhador, é preciso exigir mais cuidado por parte de seus chefes e maior fiscalização do poder público.