Saúde prejudicada

281

Hospitais públicos nem sempre são dignos de serem frequentados. São comuns os corredores lotados de pacientes mal atendidos, muitas vezes passando mal, esperando uma consulta ou exame que demora horas para acontecer. Realmente a saúde pública não tem uma boa qualidade de modo geral, salvando-se exceções em algumas cidades do país. Num panorama como esse, a população que possui um poder aquisitivo mais elevado acaba sendo obrigada a contratar um plano de saúde para fazer o que o sistema público não faz. Infelizmente, nem todos podem lançar mão desse recurso, mas os planos são importantes na sociedade.

Criar políticas que fortalecem esse setor é missão do governo. A fiscalização também é fundamental para coibir práticas abusivas que têm sido registradas por empresas da área. Por causa disso, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu temporariamente a comercialização de 46 planos de saúde. De acordo com a agência, foram registradas diversas reclamações sobre cobertura, prazo e rede de atendimento dos planos operados por 13 empresas. Isso mostra a importância da fiscalização que precisa ser exercida pela sociedade e pelas autoridades.