São José dos Pinhais tem 33% menos homicídios

388
Foto: Geraldo Bubniak/AEN

A atuação integrada pelo projeto-piloto Em Frente Brasil na cidade de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, foi a principal causa da queda dos principais indicadores de violência na cidade.

Desde o início dos trabalhos (30 de agosto) até o dia 8 de dezembro, comparando com o mesmo período do ano passado, os homicídios caíram 33% (de 24 casos para 16), os roubos reduziram 26% (de 644 para 475), e as ocorrências de tráfico de drogas mais que dobraram no período (de 37 saltou para 89). O balanço foi apresentado durante a coletiva de imprensa nesta sexta-feira (13).

O delegado adjunto da Polícia Civil de São José dos Pinhais, Michel Carvalho, destacou que a redução dos índices foi a maior conquista da integração entre as instituições de segurança pública. “Antes as forças trabalhavam cada uma no seu quadrado, e hoje temos uma conversa diária e reuniões semanais onde norteamos as ações. Cada morte que acontece na cidade, os integrantes sentam, estudam aquele caso e direcionam as ações”.

Segundo o major Alessandro Galeski, chefe de planejamento do 17º Batalhão de Polícia Militar, a força-tarefa está contabilizando excelentes números nesse primeiro trimestre de operação, e o foco do programa foi a criminalidade violenta, mas há um grande resultado em todos os tipos de crimes. “O projeto vai continuar, o policiamento ostensivo vai permanecer e já estamos prontos para a próxima fase do projeto em 2020”, disse.

O secretário de Segurança de São José dos Pinhais, Fabiano Rosa, afirmou que o resultado fez com que o projeto seja estendido por mais um período. “Quando o Ministério da Justiça e o Governo do Estado propuseram esse projeto, prontamente aderimos e colocamos nosso melhor esforço com a Guarda Municipal, desencadeando várias operações conjuntas, e isso tem se mostrado eficiente, em três meses estamos entregando resultados positivos”, destacou.

Nas rodovias, o trabalho da Polícia Rodoviária Federal foi intensificado graças ao projeto com apoio dos outros órgãos de segurança pública. “Tivemos uma redução de 40% nos roubos e isso trouxe mais segurança para as rodovias e para os usuários. Em operações integradas temos destaque com mais de 1,5 tonelada de drogas apreendidas. Mais de 96 pessoas conduzidas presas por diversos motivos, então só isso já nos dá um número bastante relevante”, disse o inspetor Giovanni Bruel.

A Força Nacional, com efetivos de polícia ostensiva, polícia judiciária e de polícia científica, mobilizou equipes em locais estratégicos e deu apoio nas investigações e diligências que resultaram em centenas de encaminhamentos. “Viemos apoiar as ações e os resultados anunciados são satisfatórios”, disse o porta-voz da Força Nacional, tenente Eduardo Schwarz. Segundo ele, foram cerca de 8 mil abordagens, 22 mandados de prisão cumpridos, 60 prisões em flagrante, isso tudo graças a um trabalho integrado com a PRF, com a PM e a Guarda Municipal.