SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Santander anunciou nesta segunda-feira (4) o investimento de EUR 400 milhões (cerca de R$ 1,7 bilhão) na fintech britânica Ebury, companhia que usa tecnologia para fazer pagamento internacionais e de comércio exterior principalmente para pequenas e médias empresas.
Pelo acordo, o banco terá 50,1% de participação na Ebury. Segundo comunicado enviado pelo Santander, do valor total do investimento, cerca de EUR 81 milhões (R$ 360 milhões) referem-se às novas ações, dinheiro que será usado pela fintech para ingressar nos mercados da América Latina e Ásia.
Segundo o Santander, a compra de parte da Ebury integra a estratégia digital do banco, que planeja ser o “preferencial para PMEs que mantêm negócios no exterior ou estão interessadas em internacionalizar suas atividades, seja na Europa, nas Américas ou, em breve, na Ásia.”
Nesse segmento, o Santander atende 4 milhões de clientes, que realizam 200 mil negócios internacionais.
Sediada no Reino Unido, a Ebury opera em 19 países e com 140 moedas. Nos últimos três anos, segundo o Santander, a fintech cresceu a um ritmo médio anual de 50%.
“O Brasil é um dos mercados com maior potencial de internacionalização de suas empresas de pequeno e médio porte, que tradicionalmente lideram os processos de retomada do crescimento econômico”, afirma Sérgio Rial, presidente do Santander Brasil e executivo responsável, no Grupo Santander, pelo acompanhamento da atividade de serviços de comércio global, em nota. Ele é o novo presidente do conselho de administração da Ebury.
O banco espera um retorno de 25% do capital investido em 2024.
Digitalização
Na quinta-feira (31), o Itaú Unibanco anunciou a compra da Zup IT, empresa de serviços de tecnologia fundada em Uberlândia, em 2011, em uma iniciativa para acelerar a transformação digital do maior banco privado do país.
O negócio será concluído em três etapas, ao longo de quatro anos. Na primeira fase, o banco comprará 51% do capital da empresa por cerca de R$ 293 milhões e assumirá o controle. A Zup IT oferece soluções tecnológicas que incluem ferramentas de integração de novos desenvolvimentos digitais aos sistemas corporativos legados das empresas.
“Essa aquisição permitirá uma aceleração no desenvolvimento dos projetos de transformação digital e a oferta de novas funcionalidades e de produtos digitais aos clientes do Itaú”, afirmou o banco em comunicado ao mercado.
Atualmente, a Zup tem 900 profissionais de tecnologia em 6 filiais.