A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) registrou a manifestação do Dia do Trabalhador que uniu as centrais sindicais em solidariedade a Luiz Inácio Lula da Silva. A senadora compareceu ao ato público realizado em Curitiba, onde o ex-presidente está preso, e ressaltou a união dos sindicalistas no repúdio ao impeachment de Dilma Rousseff e à prisão de Lula: segundo Vanessa, a queda do governo do PT constitui um golpe contra a democracia e os trabalhadores brasileiros.

— Não foi só o primeiro operário presidente, mas foi o primeiro presidente, depois de muito tempo, a valorizar operários, operárias, trabalhadores e trabalhadoras, a lhes garantir direitos que estão sendo retirados, arrancados por um governo ilegítimo.

A senadora ainda criticou medidas sancionadas pelo presidente Michel Temer, como a limitação dos gastos públicos (Emenda 95) que reduziu os investimentos do governo ao menor nível dos últimos 50 anos. Sobre a Reforma Trabalhista (Lei 13.467 de 2017), Vanessa Grazziotin entende que a nova legislação não resultou em aumento dos postos de trabalho. Além disso, novos empregos criados, segundo ela, têm salários “bem menores” e reduzem a arrecadação da Previdência.

 

 

Fonte: www12.senado.leg.br