Ruralista$

312

O Governo de Jair Bolsonaro (PSL) lança ofensiva sobre a maior bancada da Câmara para alcançar os 308 votos necessários visando aprovar o texto da reforma da Previdência no plenário. Apesar da baixa nas últimas eleições, a Frente Parlamentar Agropecuária se recompôs na nova Legislatura e já conta com mais de 200 deputados. Na última semana, Bolsonaro e ministros foram à posse do novo presidente da Frente, Alceu Moreira (MDB-RS), e nesta semana o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, foi a almoço oferecido pelos ruralistas.

 

Nem tanto

 

Mas a bancada tem divergências sobre o texto. Alguns deputados preparam emendas para alterar a idade mínima do trabalhador rural e aumentar tempo de transição.

 

Bloco na rua

 

O deputado federal Wladimir Garotinho (RJ) está deixando o PRP para ingressar nas fileiras do PSD. Consultada, a assessoria não retornou.

 

O Hino

 

Vem do governo Lula, a pedido do ministro Fernando Haddad, a obrigatoriedade de cantar o Hino Nacional diariamente nas escolas públicas, conforme antecipamos no Twitter na segunda. Mas filmar a garotada foi invenção de Vélez Rodriguez.

 

Terceirização

 

A terceirização irrestrita na administração pública amplia o risco de corrupção e traz prejuízos aos cofres públicos, afirma a procuradora Ana Cristina Tostes Ribeiro, vice-coordenadora nacional de Combate a Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública (Conap). A flexibilização da terceirização entrou em vigor este ano após a assinatura do Decreto nº 9507, e da Portaria nº 443, do Ministério do Planejamento.

 

 

 

 

Nos autos

 

A procuradora Carolina Mercante, coordenadora nacional da Conap, lembra que, “na operação Lava Jato foram constatados diversos casos de corrupção envolvendo a contratação de empresas terceirizadas”.

 

Fala, Saturnino

 

Do ex-senador Saturnino Braga, ao lamentar as mortes – quase 400 vidas ceifadas – em Brumadinho: “Desde que foi privatizada, a Vale perdeu seu caráter desenvolvimentista e passou a ter como prioridade o lucro. A Vale privatizada está desmoralizada pelo que aconteceu em Mariana e Brumadinho”. Tem razão.

 

Defesa na pista

 

A Dismaf e a Infosolo, empresas de Basile Pantazis, enviaram à Coluna certidão do Supremo Tribunal Federal comprovando que nunca estiveram envolvidas no Mensalão (embora a Dismaf tenha sido investigada), nem condenadas por inidoneidade pela CGU. Os trilhos importados da China que a Dismaf vendeu para a Ferrovia Norte-Sul receberam atestado de qualidade após perícia técnica provocada pelos concorrentes.

 

Guerra 1

 

As empresas de Pantazi e a poderosa B3, empresa dona da Bolsa de São Paulo, trava na praça uma velada disputa pelo mercado de registro de contratos de financiamento de veículos pelo Brasil.

 

Guerra 2

 

Um advogado entrou com ação criminal perante o Ministério Público de Minas Gerais. Acusa ser proposital o “espelhamento” no pagamento igual do volume de todos os registros de financiamentos de automóveis no último ano do Governo de Fernando Pimentel (PT), que somam R$ 40 milhões. As empresas Infosolo e CBTI receberam exatamente a mesma quantia pelos registros. A suspeita é de que a coincidência seja burla da lei.

 

Bandeira

 

Além de criar o monopólio do DETRAN de Minas Gerais durante a gestão do petista Pimentel, a empresa Infosolo demonstra força com outro comissário da esquerda:  comanda o registro de automóveis no Governo Flavio Dino, do PCdoB.

 

Rádio e TV

 

Um dos mais respeitados jornalistas do circuito, Francisco Câmpera foi aprovado por unanimidade pelo Conselho a diretor-geral da Fundação Roquete Pinto – que cuida da rádio no Rio, Cinemateca em SP, TV Escola e TV para surdos. Câmpera já criou ouvidorias (interna e externa), enxuga o quadro e prepara

 

Folia com respeito

 

A Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, abraçou a campanha baiana “Meu corpo não é sua fantasia” e lança a mesma hoje no Paço Alfândega do Recife.