Turistas que desejam conhecer a Rota dos Tropeiros, em terras paranaenses, têm agora uma nova opção: agradáveis passeios de bicicleta ou de motocicleta junto à natureza, organizados em quatro roteiros, de aproximadamente 40 quilômetros cada um.


Turistas que desejam conhecer a Rota dos Tropeiros, em terras paranaenses, têm agora uma nova opção: agradáveis passeios de bicicleta ou de motocicleta junto à natureza, organizados em quatro roteiros, de aproximadamente 40 quilômetros cada um. O projeto-piloto foi lançado no final da semana passada, em Castro, numa iniciativa da Agência Rota dos Tropeiros e da Associação dos Empresários de Turismo de Castro (Castrotur), com o apoio do Sebrae no Paraná, Secretaria de Estado do Turismo, Associação dos Municípios dos Campos Gerais  e Prefeitura de Castro.

Esses caminhos, que contarão em breve com um sistema de sinalização, vão ser a base para a implantação de uma rede de quase 70 roteiros que vão interligar os 16 municípios que compõem a Rota dos Tropeiros:  Rio Negro, Campo do Tenente, Lapa, Porto Amazonas, Balsa Nova, Campo Largo, Palmeira, Ponta Grossa, Carambeí, Castro, Tibagi, Telêmaco Borba, Piraí do Sul, Arapoti, Jaguariaíva e Sengés.

O projeto vem sendo desenvolvido desde 2007, em várias etapas como o levantamento de atrativos da região, fluxo de turistas e outros aspectos ligados ao clicloturismo. O trabalho foi realizado pela Orbiplan, empresa de consultoria ambiental e planejamento turístico.


Gestor de projetos em Turismo do Sebrae no Paraná, o consultor Aldo César Carvalho, avalia que a iniciativa de criar esse projeto-piloto é muito importante para o fortalecimento do turismo na região dos Campos Gerais. “Vejo com muito bons olhos essa iniciativa, porque a Agência  detectou no cicloturismo uma boa oportunidade para implementar outra alternativa comercial na Rota dos Tropeiros.”

O consultor do Sebrae ainda observa que a criação da Agência Rota dos Tropeiros é uma grande vitória no desenvolvimento do turismo na região. “O Sebrae e as entidades parceiras vêm trabalhando há alguns anos na Rota dos Tropeiros. Agora temos a figura da Agência, que contribui com novas propostas e alternativas comerciais para a Rota.” Aldo explica que as entidades envolvidas e parceiras, agora, formam um conselho consultivo que vai auxiliar e apoiar as ações da Agência.

Para o presidente da Agência Rota dos Tropeiros, Nicolaas Marie Nienhuys, a idéia é aumentar o fluxo de turistas porque o cicloturismo é uma modalidade ainda não explorada em grande escala no Paraná. O estado de Santa Catarina encontra-se entre os mais organizados do País em cicloturismo.

 

  • Informações sobre o Roteiro Cicloturístico da Rota dos Tropeiros podem ser obtidas pelo telefone: (42) 3232-2200.