Estatal a ser privatizada, como o governo Bolsonaro já anunciou, os Correios confirmam prejuízos acumulados de R$3 bilhões. Para piorar a situação, os gastos com pessoal equivalem a “62% dos dispêndios anuais” dos Correios, além de regalias e privilégios absurdos, como plano de saúde que inclui até os pais dos funcionários, ao custo de quase meio bilhão de reais por ano. Com esses números, é crescente o pessimismo sobre interessados de verdade em comprar a empresa.
Entre as regalias dos 109 mil funcionários está o adicional de férias de 70%, “incomum” até para o ativista Ministério Público do Trabalho.
O alto faturamento dos Correios atraiu a gula de políticos vigaristas, nascendo então o escândalo do mensalão no governo Lula.

Itaipu bate recorde
A usina de Itaipu atingiu nesta quinta-feira (3), a produção acumulada de 60 milhões de megawatts-hora (MWh) em 2019 – equivalente ao consumo de eletricidade do Brasil inteiro por 46 dias. Segundo o diretor técnico executivo, Celso Torino, este é um ano difícil para o setor da hidroeletricidade, com afluências abaixo da média histórica. “Mesmo assim a Itaipu vem conseguindo manter uma produção considerada relevante para os Sistemas Interligados Brasileiro e Paraguaio, face ao desempenho da usina e ao aproveitamento máximo de toda a água que chega ao seu reservatório”, avalia.

MEC libera 679 bolsas
O Ministério da Educação (MEC) anunciou, ontem (3), a liberação de 679 bolsas de pós-graduação, cuja renovação havia sido congelada por falta de recursos. Segundo o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Ribeiro Correia, as bolsas serão disponibilizadas às instituições de ensino superior nos próximos dias. Ao todo, serão liberadas 271 bolsas de mestrado, com valor de R$ 1,5 mil mensais; 304 bolsas de doutorado, de R$ 2,2 mil mensais; e 104 de pós-doutorado, de R$ 4,1 mil por mês.

No Outubro Rosa
A sociedade Giuseppe Garibaldi também entrou na mobilização do Outubro Rosa. A fachada do centenário Palácio no centro histórico de Curitiba está iluminada com a cor da campanha mundial de prevenção e combate ao câncer de mama. Uma das maiores referências no país em saúde preventiva e combate à doença, a presidente da sociedade, Cida Borghetti, reforçou a importância de ampliar o alcance da campanha “para informar e conscientizar o maior número de pessoas. A prevenção é o melhor caminho para salvar vidas”, disse.

Novos casos
de sarampo
O novo Informe Epidemiológico, da Secretaria de Estado de Saúde do Paraná, que registra ocorrências de sarampo entre as semanas 31 a 39 (28 de julho a 28 de setembro), retrata a situação do rápido crescimento da quantidade de pacientes: mais 20 casos foram confirmados, agora já são 59 pessoas com a doença. “Estamos em alerta extremo por causa da situação do sarampo. Essa é uma doença viral de fácil transmissão e com possibilidades sérias de comprometimento da saúde do paciente”, alertou o o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Proposta de delação
Na semana passada, o Radar publicou o conteúdo do depoimento de Renato Duque, o ex-diretor de Serviços da Petrobras preso pela Lava-Jato por operar propinas para o PT na estatal. No interrogatório na Justiça Federal do Paraná, Duque afirmou que a ex-presidente Dilma Rousseff pediu pessoalmente a ele que continuasse operando para o PT na Petrobras, quando ele anunciou a saída da companhia. “Eu saí da Petrobras porque eu quis. A própria Dilma pediu para eu continuar na Petrobras… Ela queria que eu continuasse na Petrobras para arrecadar dinheiro para eleição de 2012”, disse Duque.

Procurador é preso
Um procurador da Fazenda Nacional foi preso em flagrante pela Polícia Federal nesta quinta-feira (3) sob suspeita de tentar matar uma juíza na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, na avenida Paulista, em São Paulo. Ele foi detido no local e levado para a sede da PF, na zona oeste. O episódio provocou reação de associações que representam juízes e que disseram ser “crônica” a falta de segurança dos magistrados.

Contra Janot
O governador Ibaneis Rocha, que foi presidente da OAB no Distrito Federal e membro do conselho federal da Ordem, representou contra o ex-procurador geral da República Rodrigo Janot, pedindo a imediata apreensão e posterior cassação de sua carteira de advogado. Ibaneis está licenciado da advocacia em razão do cargo, por isso representou como cidadão. Considera que Janot feriu preceitos éticos da advocacia. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Ibaneis Rocha está entre os brasileiros impactados com a confissão de Janot sobre seu plano para matar o ministro Gilmar Mendes, do STF. Janot tem outra dificuldade profissional: está proibido de aproximar-se dos ministros do STF a uma distância inferior a 200 metros. Ainda que possa advogar, é difícil imaginar interessados em contratar os serviços de quem como Janot, ganhou fama de alguém ameaçador.
Não se conhecem os detalhes da representação de Ibaneis, protegida por sigilo, mas fonte da advocacia afirma que é muito bem elaborada.

Deputado quer proibir
O deputado estadual Boca Aberta Junior (PROS) protocolou um projeto de lei que pretende preservar a função de cobrador no Paraná. Conforme a proposta, os municípios do estado estariam proibidos de tolerar que motoristas de ônibus acumulem a função de também cobrar a passagem. Atualmente, várias cidades do Paraná já não contam mais com a função nos ônibus. Em Londrina, algumas linhas já circulam sem cobrador.

Manifestantes protestam
Estudantes, sindicalistas e integrantes de vários movimentos sociais se reuniram, no início da noite desta quinta-feira (3), para protestar contra a privatização de empresas estatais e os cortes orçamentários para educação realizados pelo governo federal, na Praça Santos Andrade, em frente à Universidade Federal do Paraná (UFPR), no Centro de Curitiba. A expectativa dos organizadores é que participem do ato cerca de 1500 pessoas.

Cuba apertada
Matéria publicada no Miami Herald conta que Cuba, sem auxílio de países de esquerda, atravessa situação delicada a ponto de voltar a usar tração animal devido à falta de combustível. Cavalos e bois substituem coletivos de transportes e máquinas de agricultura. Por outro lado, o gás foi substituído pelo carvão para cozinhar e as empresas reduziram suas jornadas de trabalho para poupar energia elétrica. À propósito: o programa “Mais médicos’ vai custar mais caro ainda ao Brasil. Médicos cubanos que chegaram aos Estados Unidos como planejavam, agora processam o Brasil – surpresa – por “trabalho escravo”.

Quem vem
Quem chega ao Brasil em novembro para participar de um seminário no Senado sobre “Ambientalismo e geopolítica”, trazido por Eduardo Bolsonaro, é Steve Bannon, estrategista da campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. Do mesmo seminário, também participará D. Bertrand de Orleans e Bragança.

Matinal
Considerado “o programa de jornalismo mais violento do mundo”, o SBT colocou no ar, esta semana, agora no horário matinal, antes do Bom Dia & Companhia, dedicado às crianças, o importado Alarma TV. Estreou, foi retirado do ar no dia seguinte e voltou exibindo cenas de retirada de um objeto do interior de um homem num hospital, só para começo de conversa. A ideia é de Silvio Santos, que assistiu pela primeira vez o Alarma TV nos Estados Unidos.

Nome rejeitado
A Globo havia feito uma pesquisa para avaliar o nome de Fernanda Gentil como apresentadora de um programa de entretenimento à tarde (o público-alvo era a dona de casa em média com 50 anos). O resultado foi ruim: Fernanda teve seu nome rejeitado por essa telespectadora. E ficou no banco de reserva até assumir o Se Joga por pressão das mesas mulheres que combatem Bolsonaro, que liquidaram com José Mayer, o bloco do politicamente correto. Um dos motivos de rejeição: a exibição do lado bissexual.

Zero!

Os primeiros dias do Se Joga foram trágicos: baixa audiência e público reclamando não só de Fernanda Gentil, mas também de Fabiana Karla e Érico Brás. Fernanda tentou reagir contra os ataques nas redes sociais – que teve resultado ainda pior – e até a colunista de TV Patricia Kogut deu nota zero. Para quem não sabe: Patricia é casada com Ali Kamel, diretor de jornalismo da Globo. Agora, a estrutura do programa sofrerá mudanças.

“Posto ameaçado”

As relações entre Bolsonaro e seu “posto Ipiranga” Paulo Guedes estão abaladas porque o ministro da Economia, diante da derrota da reforma da Previdência no Senado, resolveu atacar senadores via “pacto federativo” (conjunto de medidas que visam destinar mais recursos para estados e municípios). Bolsonaro achou que o ataque poderá ter sequelas na votação de Eduardo, seu filho, para embaixada brasileira em Washington.

“Representante”

Augusto Aras, novo procurador-geral da República, nem esquentou a cadeira e já vai viajar para o exterior: ficará seis dias na Itália “na qualidade de representante do Ministério Público Federal na cerimônia de canonização da Irmã Dulce”. Ninguém entendeu o que o MPF tem a ver com a piedosa freira. No pedido de licença, está escrito que “as passagens aéreas, em classe executiva, os traslados internos, hospedagem e alimentação estarão a cargo do MPF”. O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB) e o senador Renan Calheiros (MDB-AL) entraram com representação junto a OAB do Distrito Federal pedindo a suspensão e posterior cassação da carteira de advogado do ex-PGR Rodrigo Janot. Diante dos fatos por eles relatados, de que pretendia matar o ministro Gilmar Mendes e fazer grande exposição junto à mídia nacional, consideram “a atitude incompatível com a advocacia”.

Preço reduzido

Campeão de propaganda, especialmente em quatro páginas inteiras diárias nos grandes jornais do país e reforço da TV em horário nobre, a Caoa Chery diante das baixas vendas do utilitário chinês Tiggo 7, resolveu baixar R$ 12 mil em seu preço de venda. Nas concessionárias, a redução pode ser maior, ao lado de outros automóveis, incluindo o Tiggo 8 que está chegando.

“Não fui eu”

O governador João Doria disse à GloboNews que “nunca foi bolsonarista e que o Bolsodoria não ele que criou”. Afirmou que o “movimento nasceu no interior de São Paulo, mas eu incorporei. Eu jamais votaria no Fernando Haddad. Naquelas circunstâncias, uma eleição em que eu enfrentava todos os partidos de esquerda e até parte do meu partido, com Bolsonaro contra essa esquerda, qual era meu caminho?”.

Liberdade em 2021

O Conselho Nacional de Justiça estima que o ex-presidente Lula, condenado no caso do tríplex (preso desde abril de 2018), vai para o regime aberto em 22 de março de 2021. O documento, encaminhado à Vara de Execuções Penais do Paraná, também diz que ele poderia estar no semiaberto desde 29 de setembro. Contudo, tudo isso poderá ser mudado nesta semana, se a Segunda Turma do STF decidir anular o processo.

Aliviado

Presidente eleito em novembro do ano passado, Bolsonaro intercedeu junto a Michel Temer para que o Brasil retirasse sua candidatura para sediar a Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas (COP-25). Agora, respira aliviado: se o Brasil tivesse mantido como anfitrião do evento, representantes das grandes potências mundiais estariam no país a partir de 11 de novembro, pouco mais de um mês do polêmico e criticado discurso de Bolsonaro na ONU.

Vazio

Há dias, Guilherme Boulos (PSOL-SP), pré-candidato à Presidência (de novo) em 2022, teve de cancelar em cima da hora uma palestra na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul sobre o tema “Educação em tempos de guerra”. Foi avisado que a mobilização em torno do evento, mesmo entre os estudantes, estava baixíssima. Ou seja: o auditório estava quase vazio.

Vaquinha

Amigos de José Dirceu – entre eles, o ator José Abreu – estão pretendendo organizar uma crowdfunding para ajudar o ex-ministro a bancar suas dívidas com a justiça. O TRF-4 decidiu que ele terá de pagar R$ 4,5 milhões referentes às custas processuais, multa e reparação de danos. Dirceu já tem quatro imóveis, avaliados em R$ 11 bilhões, penhorados há tempos pela Justiça Federal.

Quem quer comprar?

Os Correios estão confirmando prejuízo acumulados de R$ 3 bilhões. Hoje, seus gastos com pessoal (120 mil funcionários) equivalem a 62% dos “dispêndios anuais” dos Correios. O plano de saúde dos funcionários inclui até seus pais e custa quase R$ 500 milhões por ano. E eles também tem um adicional de férias de 70%. Há dias, o pessoal dos Correios fez greve por quatro dias – ninguém nem percebeu. Os serviços estão no chão: um pequeno pacote de Sedex, de São Paulo à Teresina, demora 20 dias para chegar lá.

30 votos

A indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada de Washington deve ser entregue ao Senado assim que acontecer o 2º turno da votação da reforma da Previdência. Pelas contas do presidente da Casa, Davi Alcolumbre, o 03 já tem pouco mais de 30 votos. Para sua aprovação são necessários 41 votos.

E agora?

O presidente Jair Bolsonaro vinha rejeitando as acusações contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que o mantinha no cargo. Só que agora o ministro foi indiciado. As investigações policiais concluíram que ele comandou um esquema de desvios de recursos públicos por meio de candidatura femininas falsas nas últimas eleições.

Cruzes!

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays e Transexuais acionou o Supremo para derrubar veto de Ernesto Araújo ao uso, pela diplomacia brasileira, do conceito aberto de gênero nos foros internacionais. O Itamaraty orientou dos diplomatas a usar o termo para designar o sexo biológico: feminino ou masculino. A entidade está revoltada, alegando que o ato “imputa a população transexual, travesti e intersexo na condição sub-humana”. O ministro Gilmar Mendes é quem vai analisar o caso.

Bem guardado

Rodrigo Maia, presidente da Câmara, concedeu ao deputado David Miranda (era suplente de Jean Wyllys e é marido de Glenn Greenwald) o direito à escolta da Polícia Legislativa em todo território nacional. Miranda se sente ameaçado e teme ser vítima de alguma violência.

Mais

Os dados são do Ministério da Agricultura: o número de agrotóxicos liberados no Brasil em 2019 já chega a 382. Em setembro, ouve a inclusão de mais 57 agrotóxicos em relação à última atualização.

Não vai dar

O desbloqueio de recursos para Ministério da Ciência e Tecnologia vai permitir o pagamento das bolsas de estudo do CNPq apenas no mês de outubro. O ministro Marcos Pontes tenta conseguir os quase R$ 190 milhões necessários para fechar novembro e dezembro está quase desistindo. Essa verba não vai sair.

Sem motor

Ainda Marcos Pontes: suas reuniões. no mês passado, junto ao Ministério da Economia, para tentar a liberação de recursos, não deram em nada. Diante da situação fez uma comparação inusitada: “É, basicamente, como quando você tem um carro de Fórmula 1 e corta o motor”. E completa: “A gente pode ajudar em todas as áreas, desde que a gente tenha combustível.”

Respeita a lei

O presidente Bolsonaro não gostou nem um pouco da intenção do ministro do STF, Gilmar Mendes, com apoio de outros ministros, de validar como provas mensagens vazadas pela The Intercept Brasil. “Se é criminoso, é criminoso. Respeita a lei”.

Nada a ver

Diante de boatos de que alguns senadores estariam dispostos a votar a favor da reforma da Previdência, em troca de cessão onerosa do pré-sal para seus estados, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) acredita que isso não está acontecendo. “Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Tem que desvincular os dois assuntos. Nós não acreditamos que isso está acontecendo e nós confiamos no Senado”.

Sincericídio

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-Go) é um dos mais polêmicos políticos da atualidade. Sua marca registrada é o sincericídio. Desta vez, atacou o adiamento do segundo turno da votação da reforma, que poderá ficar para o próximo dia 15. “Estamos em outubro e o país está parado. A sociedade, em sua maioria, nos cobra urgência. Caguei com os contrários. Se a reforma não melhorar a situação, Bolsonaro estará enterrado politicamente e Paulo Guedes terá que mudar de país”.

Brios

Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, não gostou nada de saber que sua anistia política pode ser revisada pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, depois que Damares Alves declarou que não pagaria um centavo ao fiel escudeiro de lula. Okomoto disparou: “Não quero o reconhecimento de anistiado desse governo. Um governo que nega a existência da ditadura e tudo que cometeu.”

Reconhecida

O desembargador Victor Laus, presidente do TRF-4, resolveu comentar sobre possível anulação de processos onde delatores fazem alegações finais depois de delatados, que poderá beneficiar vários envolvidos da Lava Jato, principalmente o ex-presidente Lula. “O ex-presidente se considerar injustiçado, faz parte do manual de quem conhece a justiça criminal. Ele tem todo o direito de não aceitar o julgamento, mas seria importante que, como ex-presidente, ele internalizasse o fato, elaborasse o fato, porque sua responsabilidade foi reconhecida com base em provas. Ele não vai mudar a realidade dos fatos”.

Contra

Os deputados Orlando Silva (PCdo B) e Paulo Teixeira (PT), ambos de São Paulo, entraram com uma liminar na Justiça para que o TCU suspensa a propaganda a favor do pacote anticrime lançado na quinta-feira (3). Eles alegam que a campanha tenta jogar a sociedade contra o Parlamento, que ainda está votando o pacote. A campanha custou R$ 10 milhões.

Elogios

A primeira atuação de Augusto Aras como procurador-geral da República, diante do STF, rendeu elogios do presidente da Alta Corte, Dias Toffoli. “À frente do Conselho Nacional do Ministério Público, também saberá corrigir eventuais desvios e excessos, a exemplo da firme atuação do Conselho Nacional de Justiça junto ao Poder Judiciário”. E completou: “Ponderado, conciliador e aberto ao diálogo’.

A fila andou

Depois de negar qualquer envolvimento com Pedro Scooby, ex-marido de Luana Piovani e ex-Anitta, dizendo que eram apenas amigos, a modelo Cíntia Dicker resolveu abrir o jogo: “Eu e o Pedro nos conhecemos há muito pouco tempo. Estamos nos conhecendo ainda. Sem compromisso, sem rótulos. Ele vive a vida dele, eu a minha e é isso. Se eu tiver que pegar alguém aqui, maravilhoso, e ele lá, na Europa que seja feliz”.

Novo amor

A atriz Bruna Marquezine foi ao quarto dia do Rock in Rio. Mas não foi sozinha. Estava acompanhada de Gian Luca Ewbank, irmão de Giovanna. Os dois trocaram carinhos e foram embora de mãos dadas. Apesar de não confirmarem nada, não é a primeira vez que são vistos juntos e apontados como novo casal.