Há alguns anos o Brasil vem atravessando uma crise econômica sem precedentes, uma recessão que atingiu praticamente todos os setores. O desemprego chegou a patamares desconcertantes; a inflação castigou o orçamento das famílias; o comércio viu suas vendas despencarem; a indústria teve que baixar bastante sua produção; a inadimplência bateu recordes; e tantos outros fatos negativos fizeram parte do noticiário econômico todos os dias. Alguns resultados positivos, porém, mostram que as coisas podem começar a melhorar.

De acordo com informações divulgadas pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a indústria brasileira de máquinas e equipamentos cresceu 15,1% em maio em relação ao ano anterior e 4,7% na comparação com abril, totalizando R$ 7,2 bilhões de receita líquida total. Segundo a Abimaq, o crescimento em maio é influenciado principalmente pelo mercado doméstico, que cresceu 12%. No acumulado entre janeiro e maio, o setor cresceu 7,5%. Além dos resultados positivos no setor de máquinas e equipamentos, outros pontos mostram que é possível para o país alcançar uma retomada da economia.