Empresário Yao Peng Huang é o presidente da Câmara de Comércio Asiática – Foto RChaves

Auditório lotado na última quinta-feira, durante lançamento da Câmara de Comércio Asiática e posse da diretoria, no Sinduscon.

Quem abriu o evento foi o Diretor Jurídico da entidade, advogado Heroldes Bahr Neto, um dos grandes incentivadores da criação da Câmara, somado a inúmeros empresários. Segundo ele, um dos focos vai ser o turismo, mas “as oportunidades de intercâmbio com a Ásia são as mais variadas, inúmeras, basta arregaçarmos as mangas, identificá-las e fazer acontecer”, salientou Bahr Neto.

Na sequência falou o empresário Alphonse Voigt, cofundador da empresa curitibana EBANX, que processa pagamentos para sites internacionais. Em 2018, a empresa foi responsável por transacionar 7 bilhões de reais pela internet, sendo 40% desses negócios feitos diretamente com o mercado asiático.

Chang, Tsung-Che, Cônsul Geral de Taiwan e Diretor Superintendente do escritório econômico e cultural de Taipei no Brasil, elogiou a iniciativa de instalar uma Câmara Asiática no Brasil, com uma visão diferenciada. Segundo Tsung-Cheque, a Ásia não é apenas a China, que atualmente apresenta instabilidade política. “Há muito que se investir no Sul da Ásia, a Índia é um exemplo, apresenta um crescimento econômico muito grande, assim como Taiwan, que tem muito interesse em incrementar seu volume de negócios com empresários brasileiros”, explica o Cônsul, que também afirmou seu interesse em fomentar o turismo, recebendo brasileiros em Taiwan, “estamos em 1º lugar na questão ambiente mais amigável para turismo de estrangeiros no mundo”.

No dia seguinte a posse, representantes da diretoria da Câmara já se encontravam em reunião com representantes da prefeitura – Foto Divulgação

Discursando em inglês, a Diretora da TAITRA – Taiwan Trade Center, Brazil, Raquel Hsiu Ling Lu, explicou que Taiwan é um dos países mais inovadores em tecnologia atualmente e tem sido um dos principais responsáveis pela comunicação com as maiores marcas do mundo. Salientou ainda a expertise do país nas áreas de inteligência artificial e comércio vinculado à internet. “A aproximação e esse laço criado com o Brasil é de maior importância, visto que Taiwan pode trazer ao Brasil toda essa tecnologia. Temos um escritório em São Paulo há mais de 30 anos e todos os anos convidamos cerca de 250 empresas para visitarem Taiwan, entenderem um pouco mais
do nosso comércio e estabeleceram relações com o Brasil. Agora, com a criação da Câmara de Comércio, esse trabalho será ainda mais intensificado”, afirmou Rachel.

Finalizando as falas, antes da cerimônia de posse da diretoria, o empresário Yao Peng Huang, presidente da Câmara de Comércio Asiática, agradeceu a presença de autoridades, de todos os presentes e salientou a necessidade de uma maior interação do Brasil com o Sul da Ásia, em especial com Taiwan. Colocou-se à disposição de todos e afirmou que não vai poupar esforços, nem trabalho para o desenvolvimento da Câmara e de todos os negócios e empresas envolvidas.

Ainda no mesmo dia, aconteceu encontro com líderes do Governo do Estado – Foto Divulgação

Prova disso é que já na sexta-feira, dia seguinte do lançamento e da posse da diretoria, diretores da entidade participaram de duas reuniões, uma com representantes da Prefeitura de Curitiba e outra do Governo do Estado do Paraná, ambas para construção de pauta conjunta de interesses na área de turismo.