A polícia prendeu por volta das 15h da sexta-feira (15), em Guarulhos (Grande SP), quatro GCMs (guardas-civis municipais) acusados de envolvimento na morte do estudante Lucas Magaton Almenara, 23 anos, ocorrida cerca de seis horas antes na mesma cidade. A vítima foi abordada pelos suspeitos quando saiu de uma boate no bairro Jardim Cocaia.
Os seguranças fugiram na sequência, ferindo Almenara na cabeça e braços.
A testemunha permaneceu cerca de 20 minutos escondida no mato. Depois disso, correu por aproximadamente um quilômetro até o Hospital Municipal de Urgências, onde se deparou com dois policiais militares, informando a eles sobre o que havia acontecido.
Enquanto isso, outra equipe da PM foi às margens do riacho e encontrou a vítima ainda com vida. Ela foi encaminhada ao hospital Padre Bento, onde acabou morrendo.
A defesa dos guardas presos não foi encontrada pela reportagem.