Putin diz que Rússia deve continuar como uma república presidencialista

364

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, deu a entender que a Presidência continuará ocupando o principal posto na futura estrutura política do país.

Na quarta-feira, Putin declarou, em Lipetsk, que a Rússia precisa ser uma forte república presidencialista. Ele acrescentou que o país possui diversos grupos étnicos e nacionalidades.

Mais tarde, o presidente russo se encontrou com estudantes em Sochi, um balneário situado no Mar Negro. Um estudante perguntou se o que ocorreu em Cingapura também poderia se passar na Rússia. Lee Kuan Yew, o falecido fundador da cidade-Estado asiática, deixou o cargo de primeiro-ministro em 1990, mas permaneceu no Gabinete ocupando um cargo de conselheiro até 2011.

Vladimir Putin respondeu que isso minaria a Presidência enquanto instituição e que o exemplo não é aplicável à Rússia.

Em 15 de janeiro, o presidente russo revelou um plano para mudar a Constituição em seu discurso sobre o estado da nação. De acordo com observadores, Putin vai provavelmente tentar encontrar um modo de continuar no poder após o fim de seu mandato em 2024.