O presidente dos EUA, Donald Trump, está buscando mais recursos para gastos no setor de defesa em sua proposta de orçamento para o ano fiscal de 2020. Ele também propõe cortes em auxílio a países estrangeiros e alguns programas domésticos.

A Casa Branca divulgou as propostas de orçamento do governo na segunda-feira.

Foram solicitados 750 bilhões de dólares para defesa nacional. Isso representa 5 por cento a mais que no ano passado e inclui recursos para criação de uma nova Força Espacial para enfrentar as ameaças de China e Rússia.

Os gastos militares incluem planos de envio de sensores espaciais contra mísseis desenvolvidos com tecnologia hipersônica.

Já os recursos do Departamento de Estado e da Agência de Desenvolvimento Internacional dos EUA foram cortados em 23 por cento, para 12,3 bilhões de dólares.

O orçamento da Agência de Proteção do Meio-Ambiente foi cortado em 31 por cento, para 6,1 bilhão de dólares.

Funcionários de alto escalão dizem que o orçamento não pode ser desperdiçado em programas ineficientes e dá a entender que os recursos para alimentação e moradia para pessoas de baixa renda vão sofrer grandes reduções.

Os planos de Trump enfatizam sua promessa pública de ampliar as Forças Armadas. As propostas provocaram protestos do Partido Democrata. A batalha política em Washington deve se intensificar em antecipação à eleição presidencial do ano que vem.