Foto: Cesar Brustolin/SMCS

O sensei Saimom Magalhães de Souza, professor da Escola Municipal Otto Bracarense Costa, na CIC, será o único representante do Estado em um intercâmbio cultural no Japão sobre o ensino de judô nas escolas, organizado pelo governo japonês. Ele embarca nesta sexta-feira (13/9) e retorna no dia 15 de outubro.

Saimon foi indicado para participar após a visita de uma comitiva japonesa à escola, no ano passado. Além dele, outros oito professores de educação física de diversas regiões do Brasil participam da iniciativa.

“Os japoneses entendem o judô como forma de moldar o caráter das crianças com princípios, e não só como um esporte, como algo extra na escola”, explica Saimon. “A nossa intenção é trazer o aprendizado do Japão para Curitiba”, afirma o professor.

Para a chefe do Núcleo Regional da Educação da CIC, Maristela Teodoro, a participação do professor no intercâmbio cultural beneficia toda a comunidade. “É um orgulho para nossa rede”, destaca Maristela.

Saimon é professor da rede municipal de ensino há sete anos e atualmente atende cerca de 250 estudantes com as aulas de judô.

Vários alunos dele se destacaram no esporte, em campeonatos regionais e nacionais. Sofia Velázquez, de 13 anos, e os irmãos Henrique e Aline Marigal, de 11 e 13 anos respectivamente, são talentos revelados pelo Projeto de Judô da escola.

Tetracampeã paranaense de Judô, a judoca Sofia explica que as estratégias utilizadas pela modalidade lhe garantem disciplina, confiança, raciocínio rápido, melhor desempenho escolar e capacidade de respeitar limites e diferenças.

“A escola e esse projeto deram esperança pra mim e pra minha família. Mas, o professor, esse me deu a alegria de viver pelo esporte”, garante Sofia.

Escola + Esporte = 10
Em Curitiba, o judô vem mudando a vida de muitas crianças por meio do projeto Escola + Esporte = 10 (EE10), uma realização da Secretaria Municipal de Esporte de Lazer e Juventude (Smelj) em parceria com a Secretaria Municipal da Educação que atende a todos os estudantes da educação em tempo integral da escola e alguns alunos do regular.