Internado há dez dias no hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro continua se recuperando de uma cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal. Até esta terça-feira, dia 5, ele estava sob cuidados de terapia semi-intensiva.

De acordo com a assessoria de imprensa do Planalto, não houve mudanças significativas desde o último boletim médico, divulgado no fim da tarde de terça, que apontava melhora no quadro de saúde de Bolsonaro. Ele está sem despachar, orientado a manter repouso e evitar falar.

O presidente continua com uma sonda nausogástrica para retirar líquido acumulado no estômago e com um dreno para eliminar líquido da região abdominal. No quarto, está com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e com o filho Carlos Bolsonaro. Desde segunda-feira 4, não houve outras visitas além do filho Flávio Bolsonaro, segundo o Planalto.

Um novo boletim médico deve ser divulgado às 17h desta quarta-feira, 6, quando o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, concederá uma entrevista coletiva no hospital paulistano.