Foto: Divulgação

Uma equipe técnica da Comissão de Credenciamento da Secretaria Municipal da Educação recebeu, nesta terça-feira (8/10), representantes das 74 instituições conveniadas que atendem a educação infantil. O encontro serviu para tirar dúvidas sobre o novo edital, lançado em 26 de setembro, e esclarecer questões em relação aos termos do documento.

O novo credenciamento, que valerá a partir de 2020, amplia a capacidade de atendimento para as crianças de zero a três de idade com a oferta de 6,4 mil vagas.

As crianças que aguardam vaga serão encaminhadas pela secretaria para garantir que a ocupação seja realizada dentro dos critérios de priorização – situações de vulnerabilidade ou famílias com menor renda.

“Como o atual contrato termina em dezembro, teríamos que renovar para 2020. Após uma série estudos internos e composição de uma comissão em 2017, inclusive com envolvimento de representantes das atuais contratadas, elaboramos o novo edital”, explica a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

“Toda demanda de 4 e 5 anos será absorvida em unidades municipais, conforme estabeleceu a lei de universalização da pré-escola”, ressalta Maria Sílvia.

Com o novo edital, o valor pago pela Prefeitura de Curitiba por criança sobe de R$ 24 para R$ 43 ao dia. “Aumentamos o valor em 77%”, pontua a secretária.

A novidade apresentada neste edital é que as escolas privadas de educação infantil devidamente autorizadas e legalmente instituídas poderão se credenciar para disponibilizar vagas ao município, conforme seu interesse e capacidade.

As instituições particulares que ainda não mantêm contrato com a pasta, mas têm interesse em participar do credenciamento, serão recebidas às 18h desta quarta-feira (9/10), na sede da secretaria (Edifício Delta – 3º andar, Avenida João Gualberto, 623, Alto da Glória).

As instituições interessadas em participar do processo devem apresentar a documentação entre os dias 29/10 e 1.º/11.

Essa é mais uma iniciativa da Prefeitura de Curitiba para reduzir a fila de espera na educação infantil, além da abertura de novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs).

Desde 2017, a administração municipal já colocou em funcionamento 16 CMEIs