A cultura de inovação também é uma vertente essencial nas estratégias da Positivo Tecnologia

A Positivo Tecnologia completa 30 anos neste mês e comemora consideráveis avanços na trajetória. Criada em 1989 com o propósito de fabricar computadores para escolas do Grupo Positivo, a companhia se desenvolveu de forma orgânica e sistêmica. No período, diversificou portfólio, identificou oportunidades no cenário brasileiro, se internacionalizou e acompanhou a evolução das necessidades de consumidores, empresas e instituições governamentais.
Ao completar três décadas de fundação, a Positivo Tecnologia reafirma a continuidade de suas conquistas. Em 2019, a empresa fomenta novos negócios, firma parcerias institucionais, prepara lançamentos de produtos e assegura sua atuação por meio das marcas Positivo, Vaio, Anker, Quantum, 2 A.M. e Accept. “Temos muito a celebrar. Nossa história é marcada pela superação de obstáculos, aprendizado constante e avanços significativos”, afirma Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.
Para complementar a oferta de soluções, principalmente a clientes corporativos, a empresa comprou 80% da Accept, especializada em fabricar e comercializar servidores, storages, mini PCs, desktops e acessórios de hiperconvergência. A aquisição apresenta oportunidades em diversas frentes, tais como computação na nuvem, Big Data e inteligência artificial. Outra iniciativa da Positivo Tecnologia neste ano foi a criação de um fundo de investimento em participações (FIP) com o valor inicial de R$ 14 milhões, que tem por objetivo incentivar empresas de base tecnológica. Os primeiros aportes, realizados no 1º trimestre, foram direcionados às startups AgroSmart e @Tech. Ambas oferecem soluções para beneficiar o desempenho dos setores da agricultura e pecuária.
A cultura de inovação também é uma vertente essencial nas estratégias da Positivo Tecnologia. Desde a fundação, a companhia investiu mais de R$ 490 milhões em projetos de pesquisa e desenvolvimento. Também em 2019, firmou parceria com o MindCET, centro israelense de inovação e desenvolvimento em tecnologia educacional.
O objetivo é apoiar o desenvolvimento de startups brasileiras voltadas à educação, a partir da aceleradora que será implementada em Manaus no segundo semestre. Outra parceria estabelecida foi com a Secretaria de Educação do Amazonas e o Tribunal de Justiça daquele estado. A partir de uma plataforma off-line de ensino, a Positivo Tecnologia possibilitará o aprendizado de português e matemática em ambientes de baixa ou nula conectividade como no sistema prisional e em escolas ribeirinhas.
Para continuar com o propósito de contribuir com o aumento da conectividade e inclusão digital, a companhia prepara o lançamento de uma linha de produtos com base em Internet das Coisas (IoT). Também fabricará um modelo exclusivo de notebook da linha Positivo Motion com alusão aos 30 anos da companhia. Atualmente, o portfólio é composto por computadores, celulares, servidores, tablets, acessórios e soluções educacionais. Aproximadamente 30 milhões de dispositivos foram produzidos pela companhia desde a fundação, e um a cada seis computadores vendidos no Brasil é da Positivo Tecnologia. A empresa posiciona-se entre as líderes no país e mantém essa participação no mercado de computadores há mais de 10 anos. Em celulares, o desempenho nas vendas no primeiro trimestre de 2019 foi excelente, com expansão de 48,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A companhia é líder também na venda de produtos de entrada. Em tecnologias educacionais, mais de 14 mil escolas em 40 países utilizam as inovações da Positivo Tecnologia para estimular o pensamento crítico e a criatividade de estudantes. A fim de atender as demandas de seus clientes, a empresa possui 11 mil pontos de vendas, 250 assistências técnicas credenciadas, três fábricas no Brasil e operações em outros seis países: Argentina, Chile, Ruanda, Quênia, China e Taiwan.
“Ao longo desses 30 anos, desenvolvemos a capacidade de nos reinventar e conquistar oportunidades. Sentimos muito orgulho dessa trajetória e, principalmente, de termos colaborado para impulsionar a vida de milhares de pessoas por meio da tecnologia”, afirma Hélio Rotenberg.