Não passou desapercebido do meio jurídico a decisão da 1.ª Turma Recursal da Justiça Federal do Paraná que manteve a condenação da União pelas críticas do ministro Gilmar Mendes, do STF Supremo, ao juiz Marcos Josegrei da Silva, responsável pela Operação Carne Fraca. A origem da ação: o escritório de Pedro Henrique Xavier, advogado de Josegrei.

PHX, como é mais conhecido, não deu entrevistas e muito menos conversou com a imprensa. Não é do feitio do professor de direito da Universidade Federal do Paraná. “Gilmar Mendes levou uma verdadeira enquadrada”, segundo um jurista paranaense. Mas a ação embasou bem a decisão da Justiça Federal do Paraná. O jornal Estadão trouxe a notícia na segunda-feira, 18. Conforme a repórter Pepita Ortega, o voto da relatora da ação, a juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira, e o acórdão publicado pela 1ª turma recursou.

A juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira, em seu voto, considerou ofensivas as palavras de Gilmar, que chamou o juiz Josegrei de ‘ignorante, sem qualificação, imbecilizado, analfabeto voluntarioso, inimputável e estrupício’. Para Márcia, o ministro tinha o objetivo de constranger o juiz publicamente, ‘atingi-lo em sua dignidade’. ‘Buscou-se humilhar o magistrado’, diz juíza ao manter indenização a juiz da Carne Fraca que Gilmar chamou de ‘ignorante’ e ‘estrupício’.

Curitiba entre as 6

Curitiba é uma das seis cidades mais inteligentes do mundo com o Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação para levar o desenvolvimento sustentável para toda a cidade. A capital foi finalista do World Smart City Awards 2019, maior premiação de cidades inteligentes do mundo.

Suspeito

O americano Glenn Greenwald, que comanda o The Intercept Brasil, está avisando que Carlos Bolsonaro, filho do presidente, é suspeito no caso Marielle Franco. Diz que, depois que explodiu o depoimento do porteiro do condomínio da Barra, onde Jair Bolsonaro tem casa (e Carlucho tem outra), ele resolveu tirar do ar todas suas contas da mídia social. Greenwald é mais um a postar que o 02 teria algum tipo de envolvimento no assassinato da vereadora. Antes dele, o jornalista Kennedy Alencar, que possui ligações com o PT, havia dito na CBN que a Polícia Civil trabalha também com a hipótese de Carlos ser um suspeito no episódio.

 

Quase iguais

Dados do BC: em 2018, existiam 58.585 investidores pessoas físicas no Exterior, representando investimentos de US$ 171,9 bilhões e 4.866 investidores de pessoas jurídicas, representando investimentos de US$ 327,4 bilhões, totalizando US$ US$ 499,3 bilhões. O próprio BC estima que exista quase o mesmo montante investido no Exterior de forma ilegal (não declarada), o que equivale hoje a R$ 2 trilhões.

 

Vídeo de Huck

Circula nas redes sociais vídeo sobre a vida pessoal e profissional de Luciano Huck, que vem sendo tratado como pré-candidato ao Planalto. De cara, diz: “Como fomos parar nesse ponto?”. E mostra as garotas do programa dele quase exibindo o máximo permitido na TV, iate, casa na praia em área proibida e fotos com Joesley Batista, Eike Batista, Sérgio Cabral, Eduardo Paes, Lula e Aécio Neves, com a legenda “Só somando forças para um Rio melhor”. No final, o vídeo decreta: “Mais do mesmo”.

 

O que falta

De governadores a ministros, do presidente Jair Bolsonaro a seus filhos, figuras nacionais têm comparecido ao programa de Ratinho, que não puxa para nenhum lado. E ele também fala do universo LGBT, não se conformando com alguns excessos. Noite dessas, depois da funkeira Ludmila dizer que pretende ter sete filhos, o apresentador mandou um recado: “Ludmila, só se adotar, hein? Sua namorada não tem berimbau. Vai falar que tem? Falta berimbau”. E mais adiante: “Por inseminação dá, mas tem de pegar de outro cobôco. A namorada não tem espingarda, nem pólvora”. Nenhuma associação do arco-íris reclamou.

 

Fino trato

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, não mede esforços para tentar chegar perto do tipo de comportamento de Jair Bolsonaro. No dia 15 de Novembro, disparou conta a República. “O que estamos comemorando hoje? Há 130 anos foi cometida uma infâmia”, escreveu nas redes sociais. Uma seguidora disse que, no caso da volta da monarquia, ele seria nomeado o bobo da corte. E ele: “Prefiro cuidar dos estábulos. Ficaria mais perto da égua sarnenta e desdentada da sua mãe”.

 

Pré-natalino

O PT planeja um comício pré-natalino de Lula. A cúpula do partido discute a melhor data e local, se São Paulo ou Rio, especialmente na Cinelândia. Mais: esse comício não deve ser confundido com que Lula fará no próximo grande evento reservado pare ele – o Congresso Nacional do PT, de hoje a domingo.

Interesses comerciais   

O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) questionou os interesses dos ambientalistas que têm apresentado objeções ao projeto da Faixa de Infraestrutura, no litoral do estado. As declarações foram dadas na quarta-feira (10), em Madrid, na Espanha, em entrevista à agência EFE. Ratinho está na Europa em missão oficial para atrair investimentos para o estado.

“O que existe que nós temos que tomar cuidado é um jogo comercial.  Quem opera um porto não quer que o outro saia e, às vezes, as questões ambientais são colocadas por lobby. É muito dinheiro envolvido. Você acha que Santa Catarina tem interesse que saia mais um porto de container, do lado deles, com o melhor calado da América do Sul? Não estou acusando, estou refletindo. Será que o Porto de Paranaguá, que tem um investidor chinês, quer que saia um porto a 3 km? Então, às vezes, usam a questão ambiental como álibi”, afirmou o governador

 

Oposição à faixa

A instituição ambientalista que tem capitaneado a oposição à construção da Faixa é o Observatório de Justiça e Conservação (OJC), responsável pela campanha Salve a Ilha do Mel. Para Giem Guimarães, diretor-executivo do Observatório, as declarações do governador estão alinhadas com as estratégias do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na área do meio ambiente.

Incoerências

Guimarães ainda apontou incoerências na tese do governador. Segundo ele, os chineses que investem no Porto de Paranaguá teriam condições – se tivessem interesse – de comprar todo o empreendimento de Pontal e os imóveis relacionados a ele, sem precisar, para isso, de lobby do movimento ambientalista.”

Paraná amplia empregos

O Paraná confirmou a onda de crescimento e pelo sétimo mês consecutivo apresentou saldo positivo na geração de empregos. De acordo com levantamento divulgado nesta quinta-feira (21) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), vinculado ao Ministério da Economia, o Estado abriu 7.406 postos de trabalho no mês passado. Foi o melhor outubro desde 2013, marcando uma evolução de 7% em relação ao mesmo período de 2018 (6.937).

Roteiro da noiva

O ex-presidente Lula, que está usando uma aliança na mão direita (está noivo) já apresentou Rosângela da Silva, a Janja, com a qual pretende se casar no curto prazo (e mudar de residência), aos filhos e noras. Agora, antes do Natal, quer levar a namorada para conhecer parte de sua família (40 primos) que mora em Garanhuns, onde ele nasceu, no agreste pernambucano.

 

Sem débitos

A Globo está tranquila em relação às ameaças de Bolsonaro: avisa que “não tem débitos fiscais” (apenas algumas discussões na justiça) e sabe que a renovação de sua concessão não depende do presidente. Depende de 2/5 da Câmara e Senado, respectivamente 206 e 33 votos. A Globo tem cinco emissoras próprias e 117 afiliadas pertencentes a outros grupos e famílias. O Brasil tem hoje mais de 500 concessões de TV e quase 10 mil de rádios. E são mais de 2.300 canais a serem explorados país adentro.

Candidato do PT

Com apoio de Lula, o PT tem candidatos a prefeitos de diversos municípios: Luiz Marinho em São Bernardo do Campo, José de Fillipi Jr. em Diadema, Emídio de Souza em Osasco, Elói Pietá em Guarulhos; e Oswaldo Duas em Mauá. Fora da Grande São Paulo, Márcio Pochmann vai concorrer em Campinas. Marta Suplicy pode concorrer em São Paulo pelo PT, que não gosta da ideia. Não acertando, o PDT está de portas abertas para ela.

 

Negociações

Ex-secretário da Saúde por pouco tempo e ex-presidente da United Health, dona da Amil e do Hospital Albert Einstein, o médico Cláudio Lottemberg queria sair candidato a prefeito de São Paulo pelo Partido Novo, mas João Amoêdo preferiu Filipe Sabará (com poucas chances). Agora, Lottemberg poderá ser vice de Joice Hasselmann (PSL), candidata que o governador João Doria gostaria de ver na vice de Bruno Covas, que tentará a reeleição.

 

Apelido

Em algumas rodas políticas, incluindo mesmo pessoal do PSDB, o governador João Doria ganhou novo apelido. Devido a seus ternos justíssimos, rosto bem esticadinho com auxílio de botox e gravata nos trinques, está sendo chamado de “Ken”. É o namorado da Barbie.

 

 

O partido de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (21) que o número eleitoral de seu novo partido, a Aliança pelo Brasil, será o 38 -igual ao calibre de um dos revólveres mais conhecidos do país.

“Tínhamos poucas opções e acho que o 38 é o mais fácil de gravar”, afirmou Bolsonaro durante live em rede social, na qual não fez a associação da escolha do número com a arma.

A Aliança pelo Brasil foi lançada nesta quinta em convenção em Brasília, em meio à incerteza sobre a sua viabilidade e com forte apelo ao discurso de cunho religioso e à defesa do porte de armas.

 

 

Recorde

A saída de dólares do país é maior que o volume de 1999, pior ano da série históricas. Em outubro, o fluxo ficou negativo em US$ 8,49 bilhões, elevando o déficit no ano a US$ 21,46 bilhões. É maior que os US$ 16,18 bilhões de 1999 até então o pior da série histórica iniciada pelo BC em 1982. Resumo da ópera: reflete a incapacidade do ministro Paulo Guedes de atrair investidores em quase um ano de governo Bolsonaro.

 

Novo

Jornalista e escritor, Ruy Castro está lançando Metrópole à Beira-mar sobre o Rio de Janeiro da década de 1920, quando era a única cidade do país com um milhão de habitantes e 6.000 automóveis matriculados.

 

Investimento

Carlos Slim Domit, filho de Carlos Slim, teve uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro nesta semana e avisou que pretende investir R$ 11 bilhões por ano no Brasil até o último ano de mandato de seu governo. E caso Bolsonaro consiga se reeleger, poderá ter mais investimentos. Domit é presidente do Conselho da America Movil, Grupo Carso, Grupo Sanborns e Telmex. Seu conglomerado inclui também a Claro.

 

Inspiração

A PEC 199 aprovada esta semana na CCJ na Câmara teve inspiração em proposta apresentada há dez anos pelo ex-presidente do Supremo Cezar Peluzzo. Agora, será avaliada por comissão especial e estabelecerá trânsito em julgado na 2ª instância e caba com recursos protelatórios. A proposta altera os artigos 102 e 105 da Constituição, evitando a polêmica de mexer no artigo 5º que juristas avaliam “cláusula pétrea”.

 

Quem é?

Neste final da novela A dona do pedaço, a campeã do Google foi mesmo Maria da Paz (Juliana Paes), seguindo-se os personagens Vivi (Paolla Oliveira), Chiclete (Sérgio Guizé), Josiane (Agatha Moreira), Fabiana (Nathalia Dill) e Agno (Malvino Salvador). Na sétima colocação, uma pergunta: quem é o ator que faz Britney?. Muitos não entenderam que era uma trans (Glamour Garcia) fazendo uma trans.

 

Militar culto

Na biografia de Fernanda Montenegro, ela conta que Castelo Branco (1900 – 1967), primeiro presidente do regime militar, era um homem culto e foi duas vezes, discretamente assistir a suas peças. Sua preferência era mais pela arte dramática. Diz também que, por meio do Serviço Nacional do Teatro, o governo dele apoiou o teatro. Ou seja: muito diferente do comportamento de Jair Bolsonaro.

 

Cuidando dos filhos

Enquanto Lula ficará disparando contra Bolsonaro nesse novo período de batalhas, o comandante José Dirceu (muita gente ainda o chama assim) cuidará dos filhos Eduardo, Flávio e Carlos. Dirceu sabe que eles não resistem a um convite para a briga (menos Carlucho, provavelmente, porque está em regime de espera). O projeto é desestabilizá-los, deixando que eles prossigam em suas barbaridades, comprometendo a imagem do pai.

 

Batendo de frente

Deputados de diferentes partidos de oposição do governo estão articulando a derrubada da medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro que acaba com o pagamento do DPVAT. Mais: ainda pretendem rejeitar a proposta que quer acabar com a multa para motoristas que não usam a cadeirinha para transportar as crianças.

 

Sem arrependimento

O deputado federal coronel Tadeu (PSL-SP), que arrancou cartaz de exposição que trata de racismo na Câmara, diz que não está arrependido do ato. “A exposição é maravilhosa, sobre racismo. Sou favorável à pauta. Mas, no meio de tanto cartaz bonito, você vê uma agressão como essa contra a Polícia Militar? Isso é inaceitável”. E completou: “Não me sinto arrependido. Fiz o meu papel eleito por quase 100 mil famílias de policiais do estado de São Paulo. Só que, no momento em que venho para a Câmara dos Deputados, eu deixo de representar os policiais e passo a representar toda a sociedade”.

 

Sem comentários

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado para saber o que ele achou do ato do deputado coronel Tadeu que arrancou cartaz da Câmara. O Chefe do Governo foi direto: “Eu fiquei sabendo, mas não sou mais deputado e não vou comentar”.

 

“Manolo”

Pouca gente sabe: há muitos anos, vive em Brasília, na condição de adido militar da embaixada da Venezuela (governo de Nicolás Maduro), uma figura chamada Manuel Antônio Barroso Alberto, protagonista de um dos maiores escândalos financeiros dos últimos tempos: o sumiço de US$ 20 bilhões (ou R$ 84 bilhões) das reservas cambiais venezuelanas.  A fraude aconteceu ainda no governo de Hugo Chávez e Maduro o demitiu do órgão que autorizava empresas a remeter dólares ao Exterior. Depois, promoveu “Manolo” (é como é conhecido) a general e mandou-o a Brasília como adido militar. Dos US$ 20 bilhões , nem sinal.

 

Caçando o 03

O senador Major Olímpio, que permanece no PSL, vai exigir uma auditoria nas contas do diretório paulista: quer desmascarar Eduardo Bolsonaro, que dirigiu o PSL em São Paulo, nos últimos meses. Dinheiro do Fundo Partidário teria sido usado em compromissos pessoais de Eduardo, incluindo sua festa de casamento e lua-de-mel.

 

Em alta

Os programas de José Luiz Datena e Cátia Fonseca vão bem na Bandeirantes (audiência e faturamento), mas a emissora de Johnny Saad e seus familiares ganhou uma nova atração que, na madrugada de sábado para domingo, derruba a audiência do SBT e da Record. É o Cine Privé, sessão de cinema só com filmes (antigos) eróticos, que fez muito sucesso nos anos de 1999 e 2000.

 

Outro alvo

Em seu Twitter, além dos ataques ao governo Bolsonaro, Lava Jato, Sérgio Moro e emissoras de TV, Lula resolveu dar uma cutucada de leve em Ciro Gomes, que tece algumas críticas ao PT e ao ex-chefe do governo. Escreveu: “Eu fico pensando o que o Ciro fez. As coisas boas e ruins, e prefiro ficar com as boas. Ele nos ajudou no governo”. E completou: “Agora, ele escolheu ir para Paris no segundo turno e xingar o povo que votou no Haddad e não nele.”

 

Contra-ataque

Ao saber da postagem de Lula, Ciro se pronunciou: “Em 2018, quem o PT apoiasse perdia. A força relativa dominante hoje continua sendo o antipetismo. Veja a condição de partida que o PT tem em Porto Alegre, Santa Catarina, Paraná e veja o Sudeste, veja São Paulo, Rio de Janeiro. Você vai ver o que acontece no ano que vem”.

 

Herança da Varig

O leilão do antigo Tropical Hotel, em Manaus, um dos últimos resquícios da finada Varig será um fracasso. Até agora, o Tribunal Regional do Trabalho do Amazonas, responsável pelo leilão, não recebeu nem sondagem de algum investidor. O imóvel está avaliado em R$ 180 milhões. Tem 640 apartamentos e ainda vinha se arrastando até maio deste ano, quando encerrou suas operações.

 

Super acordo

A jornalista Izabela Camargo, portadora da síndrome de Burnout, que ganhou na justiça o direito de retornar à Globo (e esperava praticamente encostada), teria feito um super acordo para se desligar, para valer, da emissora: perto de R$ 1 milhão. Agora, Izabela deverá ir para Jovem Pan. Na Globo, ganhava com adicionais, perto de R$ 12 mil por mês.

Frases

 “O freio de arrumação do STF teve o objetivo de impedir investigações de gaveta para assassinar reputações.”

Dias Toffoli, presidente do STF