O Ministério Público Federal em São Paulo e a Polícia Federal investigam vazamentos de resultados de reuniões do Copom ocorridos nos anos de 2010, 2011 e 2012, inseridos em contexto de obtenção de vantagens ilícitas mútuas entre banqueiro e agentes públicos do alto escalão do governo federal da época. A deflagração da operação “Estrela Cadente” ocorreu nesta quinta-feira (3), contra crimes de corrupção ativa e passiva, informação privilegiada e lavagem de dinheiro.

A investigação, instaurada a partir de colaboração premiada de Antônio Palocci, apura o fornecimento de informações sigilosas sobre alterações na taxa de juros SELIC, por parte da cúpula do Ministério da Fazenda e do Banco Central, em favor de um fundo de investimento administrado pelo BTG PACTUAL, que, com elas, teria obtido lucros extraordinários de dezenas de milhões de reais.

É investigada a possível prática, entre outros, dos crimes tipificados nos artigos 317 (corrupção passiva) e 333 (corrupção ativa), ambos do Código Penal, art. 27-D, da Lei n° 6.385/76 (informação privilegiada), bem como o art. 1°, da Lei nº 9.613/98 (lavagem e ocultação de ativos).

Cinco suspeitos

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro cumprem hoje (3) cinco mandados de prisão em um desdobramento das investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorridos em março do ano passado. Um dos mandados está sendo cumprido contra o policial reformado Ronnie Lessa, acusado de participar dos homicídios. Os outros alvos são a mulher de Ronnie, Elaine Lessa, o cunhado dele, Bruno Figueiredo, Márcio Montavano e Josinaldo Freitas. Eles são acusados de obstrução de Justiça, porte de arma e associação criminosa.

MP-PR pede absolvição

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) pediu, no júri realizado nesta quarta-feira (2), a absolvição do médico Manuel Pereira Marques, acusado de ser o mandante da morte do irmão, em Maringá. De acordo com a promotoria, não há provas suficientes para que o réu seja condenado. Com o pedido do MP-PR, o processo contra o médico deve ser arquivado pela Justiça. O empresário português Garcia Pereira Marques foi morto em abril 2016, e duas pessoas já foram condenadas por envolvimento no assassinato.

Baixo volume de água

A baixa vazão do Rio Iguaçu causou mudanças em parte da paisagem das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. As pedras que ficam abaixo das quedas começaram a aparecer. Segundo o monitoramento hidrológico da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) o volume de água estava a 1,120 milhão de litros de água por segundo, por volta das 17h, desta quarta-feira (3). O volume considerado dentro da normalidade é a média de 1,5 milhão de litros de água por segundo. Segundo o Parque Nacional do Iguaçu, com a coloração escura é possível visualizar pedras que, normalmente, ficavam submersas.

Bezerra na liderança

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB – PE) será mantido como líder do governo no Senado. A informação foi confirmada pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, no começo da noite desta quarta-feira (2) em Brasília, em briefing com os jornalistas que cobrem o Palácio do Planalto.

Não substitui

“O presidente não tem intenção de substituir o seu líder no Senado”, afirmou o porta-voz. “Não há no escantilhão [instrumento usado para regular medidas padrão] do senhor presidente a substituição de nosso líder no Senado”, assegurou.”O presidente vem mantendo contato com o senador Fernando Bezerra por meio do telefone e por meio dos outros nossos

‘Leve Leite’

Durante o I Encontro das Comissões Municipais de Curitiba do Programa Leite das Crianças do Governo do Paraná, na manhã desta quarta-feira (02/10), no auditório do Núcleo Regional de Curitiba, no bairro Boqueirão, o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, apresentou o “Leve Leite”, projeto que a Sejuf irá lançar em breve em parceria com as demais secretarias envolvidas – da Agricultura e do Abastecimento, da Saúde e da Educação e Esporte.

O interesse na Amazônia

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a criticar nesta terça-feira, 1º, o interesse de outros países na Floresta Amazônica. “O interesse na Amazônia não é no índio e nem na porra da árvore, é no minério”, afirmou Bolsonaro a um grupo de garimpeiros que o esperava no Palácio do Planalto, em Brasília. Bolsonaro disse ao grupo que, se houver amparo legal, vai enviar as Forças Armadas para atuar na região de Serra Pelada, no sul do Pará, e assegurar a exploração mineral no local.

Caminho da roça

O novo procurador-geral da República, Augusto Aras, já descobriu o caminho da roça, a se usar uma expressão popular, para agradar o presidente Jair Bolsonaro. Na posse, usava uma gravata com desenhos coloridos em verde e amarelo, com pinceladas em azul, uma patriotada pendurada no pescoço que até foi mencionada pelo Chefe do Governo em seu discurso, quando Aras foi chamado de “meu querido”. De quebra, Bolsonaro disse que a relação dos dois é como “um amor à primeira vista”. Aras, do seu lado, defendeu a reabertura do caso Adélio Bispo, que é tudo o que o presidente quer.

 

Apoio especial

Em seu discurso de posse, o novo PRG Augusto Aras, também agradeceu o apoio do empresário Meyer Nigri, chamando-o de “amigo de todas as horas”. Nigri é dono da construtora Tecnisa, que andou enfrentando problemas em sua empresa diante da crise imobiliária e que foi um dos principais apoiadores da campanha de Bolsonaro. Agora, já se sabe também que Nigri teve participação na escolha de Aras para a PGR. Ele é uma das lideranças da comunidade judaica.

 

Quadrilha

A Polícia Federal prendeu o auditor da Receita Marco Aurélio Canal e mais 13 auditores e pessoas ligadas a eles, acusados de extorquir alvos da Lava Jato para cancelar multas. Todos negam e a PF tem até vídeos como prova. O novo secretário especial da Receita, José Barroso Tostes Neto, auditor aposentado, comandou a Superintendência da Receita na 2ª Região Fiscal e conhece bem bastidores das possíveis ações registradas entre 17.500 auditores do país.

 

Imagem

O secretário especial da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, não tapa o sol com a peneira e não nega que entre milhares de auditores tem aqueles que enriquecem mediante atos semelhantes aos de Canal e seus seguidores. E Tostes também não esconde que essa imagem dos auditores é pouco questionada (ou até investigada) porque quem se atreve poderia ser perseguido por outros auditores (corporativismo na ilegalidade). Agora, Tostes pensa em criar bloco especial de auditores investigadores.

 

Difícil de segurar

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo, não ficou surpreso com a prisão de bloco de auditores que estariam extorquindo figuras da Lava Jato e cancelando suas multas. No plenário do Supremo, na quarta-feira (2) repetiu que ele e sua família estavam sendo investigados pelo mesmo Canal e outros auditores da Receita – e até vazando algumas informações. Aliás, nesses dias, Gilmar falou muito e sobre vários assuntos – até fetiches sexuais.

 

Tortura

Ainda  Gilmar Mendes: ele aproveitou para falar também dos procuradores de Curitiba e do ministro Sérgio Moro, a quem acusou de transformar a prisão preventiva em “instrumento de tortura” para obter confissões dos presos: “Quem defende tortura não pode fazer parte dessa Corte”. Era uma alusão à possibilidade de Moro vir a ser indicado por Bolsonaro para uma vaga no Supremo.

 

Quase sócio

O SBT não está preocupado em aumentar a verba oficial do governo em propaganda na emissora. O bolsonarista Luciano Hang, dono da Havan (123 unidades espalhadas pelo país), já responde por cerca de R$ 80 milhões em propaganda da televisão de Silvio Santos. Há quem garanta que é quase 10% da receita anual do SBT.

 

Saiu na frente

O governo de Mato Grosso está proclamando independência antecipada do monopólio da Petrobras no gás. Está quase fechando com a Bolívia um contrato de longo prazo para a compra de energia térmica. O insumo virá de uma termelétrica a gás da estatal em Santa Cruz de la Sierra.

 

Virou atração

Pesquisa feita pela FGV DAPP revela que o ministro Gilmar Mendes entre zero de 25 de setembro a zero hora de 2 de outubro teve 331.039 menções no Twitter. É mais do que a maioria dos artistas que se apresentaram no Rock in Rio. Iza, a propósito, que fez sucesso no festival e é técnica do The Voice Brasil, teve 134,562. Gilmar só perdeu para Drake que, no período, teve 781.092 citações.

 

Aposentadoria

O subprocurador da República Moacir Guimarães Filho quer que o Conselho Nacional do Ministério Público investigue Rodrigo Janot e recomenda que o caso seja enviado ao Supremo caso o MP não se sinta legalmente seguro para julgar um ex-colega. O objetivo é a aposentadoria de Janot ser contestada na Justiça. Os ministros do STF poderiam cassá-la depois de suas declarações em que entrou armado na Alta Corte para matar o ministro Gilmar Mendes.

 

Em cena, de novo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já acertou com centrais sindicais, confederações patronais e federações (até a Febraban), a apresentação de uma proposta de PEC para discutir a reforma sindical. Ele quer antecipar a reforma que está sendo elaborada por Rogério Marinho (PSDB), secretário da Previdência e do Trabalho, que acabou com a contribuição obrigatória. Marinho está se espelhando no modelo americano de um sindicato para cada empresa, estrutura diferente da brasileira, onde entidades representam categorias de municípios ou região.

 

Celular particular

Jair Bolsonaro não segue mesmo protocolos ou recomendações, mesmo se feitas por Augusto Heleno, que comanda o GSI e que é um de seus conselheiros mais influentes. O presidente voltou a usar seu celular particular, renegando a segundo plano o Terminal de Comunicação (TCS), aparelho criptografado que recebeu da Abin – Agência Brasileira de Inteligência. Bolsonaro acha que é complicado é dá muito trabalho.

 

Devagar

O general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral de Itaipu, cumpriu apenas 30% da missão de transferir para Foz de Iguaçu os funcionários da usina que trabalham em Curitiba, a 640 km. Dos 142, apenas 39 se mudaram. Rosangela da Silva, namorada de Lula, permanece em Curitiba: conseguiu não ser afastada do ex-presidente, com quem pretende se casar quando ele estiver em liberdade.

 

Namorada

Ainda Rosangela da Silva, namorada de Lula que permanece em Curitiba: ela foi nomeada em 2005 para trabalhar na área de “responsabilidade fiscal” da estatal, sem concurso ou qualquer processo seletivo. Ganha R$ 17 mil mensais, o dobro da média salarial de Itaipu. “Janja” como é conhecida, terá até 20 dias de janeiro para se mudar para Itaipu ou terá de largar a boquinha.

 

Numa nice

A BBC está informando que, aos 18 anos, três dias depois de ser aprovado para o curso de Direito da UFRJ, Eduardo Bolsonaro foi nomeado para o cargo comissionado de 40 horas semanais na liderança do então partido do pai na Câmara. O PTB, comandado por Roberto Jefferson. O posto era ocupado de forma irregular. Não poderia ser cumprido remotamente por um funcionário que vivia a quase 1.000 quilômetros de distância no Rio, onde Eduardo cursava normalmente.

 

Convite

Grupo de deputados está empenhado em convencer Rodrigo Janot a falar na Câmara e contar ainda mais episódios de seu período na PGR que não estão citados em seu livro. Os mais irônicos acham até que podem acenar para ele a hipótese de ter uma “Farmacinha” montada nos bastidores do plenário.

 

Vendetta

O ministro Paulo Guedes, da Economia, prometeu “dar um troco” no Senado, que tirou R$ 76 bilhões da reforma da Previdência. E ordenou que cada bilhão perdido seja compensado no chamado “pacto federativo”. Aí, o líder do MDB, Eduardo Braga, estrilou: “Retaliação? Pau que dá em Chico dá em Francisco”.

 

Enfermaria

O quarto ministro do governo Bolsonaro se afasta para cuidar da saúde, por alguns dias, em nove meses de governo. Primeiro foi o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, que teve uma crise de estresse no meio da confusão com as queimadas na Amazônia. O mesmo motivo (e outros) que levou Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações a ter uma crise de labirintite. E nesta semana, mais dois se afastam para cuidar da saúde: Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, ninguém sabe o motivo; e o general Eduardo Villas Bôas, assessor do Gabinete de Segurança Institucional, que está internado para tratar quadro de atelectasia. Como se sabe, Villas Bôas sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica.

 

Nova entidade

Os grandes clubes de futebol do Brasil estão articulando a formalização de uma nova entidade que teria como principal missão negociar, de forma centralizada, a venda dos direitos de transmissão. É uma notícia que informa as novas plataformas, como a britânica DAZN e a própria Amazon, ansiosas para desbancar o mercado das emissoras de TV no país.

 

Provocação

Ao voltar de férias e assumir seu posto na Subprocuradoria da República, Raquel Dodge terá à sua disposição o mesmo gabinete que foi usado por Augusto Aras, novo PGR, no STJ. Nos bastidores, comenta-se que foi provocação.

 

Todos juntos

PT, Psol, PCdoB, PSL-DEM e PT-PDT deverão estar coligados nas eleições de 2022 e até no ano que vem. Grande surpresa seria a entrada do MDB nesse bloco, nas urnas e no Congresso. Tudo para fragilizar o capital político e eleitoral de Bolsonaro. E como política é arte do impossível, até Ciro Gomes poderia desembarcar nesse palanque, onde estariam Lula, Dilma, Temer e Eunício, só para começo de conversa.

 

Não vai sair

A compra da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo pela Caoa pode não sair. O governador João Doria teria se precipitado e até assustado o presidente da montadora, Lyle Watters (Doria queria mais é faturar em cima da solução, que pode não sair). A Caoa faz a due diligence com calma e até meados deste mês para dar a resposta se fica ou não com a fábrica.

 

Incentivo

Parece até piada, mas o partido Novo está distribuindo brindes para quem indicar (com filiação, é claro) novo filiados. Os brindes  para quem indicar 4 ou 5 novos filiados leva, respectivamente, uma camisa polo, e quem indica 2 ou 3 um boné. Todos da cor laranja, a cor do partido.

 

Última palavra

Dias Toffoli, presidente do Supremo, em discurso que justificou a anulação de condenações por prazos comuns, disse que cabe ao delatado a última palavra. “Não cabe ao que foi delatado impugnar o acordo entre delator e Estado, porque ali é um meio de obtenção de provas. Consignei que não cabia a possibilidade de impugnar, mas que a ele [delatado] será assegurado, pelo contraditório, direito de confrontar as declarações do colaborador e as provas por ele obtidas. Não cabe ao delatado impugnar acordo, mas cabe a ele a última palavra”.

 

Repúdio

A senadora Juíza Selma (Podemos) repudiou a atitude do ministro Gilmar Mendes, que quer anular todos os processos da Lava Jato, simplesmente porque a The Intercept divulgou conversas, ainda a serem confirmadas se são verdadeiras, entre procuradores da força tarefa. “Meu repúdio a esse ministro que despreza a lei, a Constituição e o povo brasileiro para satisfazer, mais uma vez, seus desejos pessoais de vingança. Até quando isso vai perdurar?”.

 

Agressão

O senador Jorge Kajuru (Cidadania), campeão de processos por não conseguir sua língua, em seu discurso a favor da reforma da Previdência, lembrou o procurador  de Minas Gerais, Leonardo Azeredo dos Santos, que reclamou do seu salário de R$ 24 mil classificando o de “miserê. E  disparou: “Foi uma agressão ao nosso país”.

 

Sem lógica

O ministro do STF, Marco Aurélio que votou contra a anulação de condenações por causa de prazos comuns para delatados e delatores, diz não entender votos a favor. “O Supremo não legisla, pronuncia-se a partir da ordem jurídica em vigor. Entender que o delatado deve falar após o delator é esquecer que ambos têm condição única no processo, ou seja, de réus, estabelecendo ordem discrepante da versada na legislação de regência’.

 

Estímulo

Ao lançar campanha publicitária sobe o pacote anticrime, o presidente Jair Bolsonaro em discurso disse que sempre incentivou familiares, principalmente os filhos a enaltecerem os policiais e suas ações. “Na política, eu sempre estimulei os meus filhos e demais parlamentares do meu ciclo de amizade a, sempre que possível, prestigiar, conceder diplomas e medalhas para policiais civis e militares que estivessem envolvidos em ações nas quais eles obtiveram sucesso em benefício da sociedade’.

 

De volta ao passado

O ator Eddie Murphy, 58 anos, está mergulhando fundo nos filmes no qual atuou e fez sucesso. No momento está gravando Um príncipe em Nova York 2. O primeiro foi feito há 30 anos atrás. Agora acaba de anunciar que em breve gravará Um tira da Pesada 4. O primeiro da franquia foi lançado a 35 anos atrás e o terceiro há 25 anos.

 

Affair

A cantora Anitta, que nunca está sozinha, acaba de admitir um affair com a bailarina Ohana Lefundes, assumindo sua bissexualidade. Só que garante que é não é nada sério. “Não estou tendo um relacionamento, mas, eu e ela, a gente se curte há muitos anos. Ela está no meu balé há uns três anos e quando rola, rola. A gente não é presa a nada”. E completa: “Tá tudo certo. Não tem essa de sazonal, não. Eu sou topa tudo mesmo. Só não vou com gente comprometida, é a minha única regra. Pego homem, mulher, cachorro, travesti. Cachorro, não! Estou brincando. Tudo o que aparecer aí, já foi tudo”.

Frases

 “A guinada não inspira confiança, gera descrédito. Passa a ideia de um movimento para dar o dito pelo não dito, com o famoso jeitinho brasileiro.”

Marco Aurélio Mello, ministro do STF