O Parlamento da Tailândia escolheu o ex-chefe do Exército, Prayut Chan-o-cha, que liderou o governo interino, como o primeiro-ministro do país.

Na eleição para a Câmara Baixa realizada em março passado, o Partido Pheu Thai, vinculado ao premiê deposto Thaksin Shinawatra, conquistou a maioria dos assentos. O pró-militarista Partido Palang Pracharath ficou em segundo lugar.

Na quarta-feira, 497 legisladores da Câmara Baixa e 250 da Câmara Alta votaram. Os legisladores da Câmara Alta haviam sido essencialmente escolhidos a dedo pelos militares. Prayut obteve quase 70% dos votos contra seu rival Thanathorn Juangroongruangkit, que era apoiado por simpatizantes de Thaksin e outros.

O novo governo deve tomar posse neste mês, fazendo com que um governo civil reassuma o poder na Tailândia passados cinco anos do golpe militar.

Mesmo assim, as Forças Armadas devem exercer uma forte influência sobre a política tailandesa. Observadores dizem que Prayut precisará ser cuidadoso ao governar, já que a coalizão governista consiste de 19 partidos e detém uma maioria tênue na Câmara Baixa.

Com informações da NHK e foto @twiteer