A marca NotEqual, nascida em Nova York mas com endereço atual em Belo Horizonte, desfila pela segunda vez na Casa de Criadores, em São Paulo. E a proposta do estilista Fábio Costa é um encontro do tropicalista Hélio Oiticica com a esmerada dança japonesa Butoh na coleção Parangolés de Gaveta é um paralelo entre os Parangolés de Hélio Oiticica e o Butoh.

Para o verão 2020, os anos 60, época do auge dos homenageados, as peças trazem formas lineares como na geometria, porém manipuladas para lembrarem origamis, ou torcidas criando movimentos bruscos. A moulage tenta capturar esse momento da roupa “viva” e em movimento, mas na forma de uma memóréa, estática como numa foto. Para compor o visual, calçados da designer Virgínia Barros e acessórios de Carlos Penna.

“Os Parangolés de Gaveta exploram as possibilidades do tecido na moulage, para valorizar cada base individualmente, muitas peças foram cortadas contra o fio do tecido. Não só para buscar um caimento mais forte na roupa, mas também para enaltecer a ourela como acabamento, essa parte do tecido tão descartada na produção”, explica o estilista Fabio Costa, que recebeu apoio da Vicunha em forma de tecidos com bases naturais em algodão, mas com trama de cetim, dando um acabamento com mais brilho.