Foto: RODRIGO FELIX LEAL

O Governo do Paraná formalizou na segunda-feira (12) dois protocolos de intenções com o Governo Federal que buscam fortalecer as ações em defesa da mulher e das crianças e adolescentes. Os documentos foram assinados pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, em solenidade no Palácio Iguaçu .

O primeiro convênio prevê a uniformização do encaminhamento de denúncias referentes à violência contra a mulher praticadas no Paraná, oriundas do Disque 100 e do Ligue 180, a fim de dar celeridade às medidas protetivas e melhorar a base de dados e de indicadores para o mapeamento das violações em todo o Estado. Qualquer denúncia que tenha ocorrido no Paraná será repassada ao Governo Federal, que encaminhará para uma central única no Estado, encarregado de analisá-la e distribuí-la.

A segunda iniciativa visa a implementação de ações integradas de capacitação e formação continuada para o fortalecimento e a efetividade do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente. Com o convênio, os governos Federal e Estadual fortalecerão o apoio recíproco a programas como o Criança Protegida e a Força-Tarefa Infância Segura de Prevenção e Combate a Crimes Contra a Criança.

“Trabalhamos no Estado com um tripé de prioridades: gestão eficiente, infraestrutura e cuidar dos mais humildes, principalmente daqueles que estão invisíveis dentro da sociedade. Por isso é uma imensa alegria fechar essa parceria”, destacou Ratinho Junior. “Cuidar das pessoas é uma missão de vida”, acrescentou.

O governador reforçou que as duas novas iniciativas fazem parte de um grupo de medidas tomada pelo Estado para fortalecer os cuidados com crianças e adolescentes, mulheres, idosos e com aqueles em condições mais vulneráveis. Ratinho Junior citou os programas Infância Segura e Escola Segura, ambos já em andamento, como referências no cuidado à infância. “Esse convênio não traz dinheiro, não traz obras físicas, mas cuida daquilo que é mais importante: o ser humano, especialmente dos que formam a parte mais frágil da corrente”, afirmou.

Em sua primeira visita oficial ao Paraná, a ministra Damares Alves destacou os avanços que o Estado tem alcançado, priorizando a criação de uma forte rede de proteção. “O Estado do Paraná é pioneiro com a adoção dessas duas parcerias. Reforça a maior de todas as missões deste Estado: cuidar das crianças”, ressaltou.

A ministra disse, ainda, que somente com treinamento é que pais, professores, conselheiros tutelares e outros profissionais conseguirão diagnosticar sinais de que as crianças estão sendo vítimas de violência, física ou psicológica. “A violência contra a criança é uma verdade no Brasil. Precisamos ensinar as pessoas a prestarem atenção nos sinais”, afirmou.