O paulistano grupo Os Satyros, que comemora no Festival de Teatro de Curitiba seus trinta anos de existência na Praça Rposevelt, encena a quarta peça que trouxe em sua mostra especial, O Rei de Sodoma, do escritor, dramaturgo e cineasta espanhol Fernando Arrabal, com direção de Rodolfo García Vázquez e Dan Nakagawa.
Em cena, os atores Tiago Leal e Patrícia Vilela protagonizam a trama sádica e surreal de uma rede de prostituição criada por uma mulher ambiciosa, cujo único objetivo é acumular dinheiro e poder. A montagem mobiliza a estética do teatro do absurdo, cujo maior representante é Arrabal, para narrar a crueldade que entrecruza as vidas dos personagens.
A peça entra em cartaz nesta quinta 4 e 5 sexta, no Paiol às 21h.