Quem ouviu, ficou impressionadíssimo. Tony Garcia, delator na Operação Rádio Patrulha, entregou uma nova leva de gravações ao Ministério Público Estadual. São áudios de conversas de Garcia com o ex-governador Beto Richa; com o irmão dele, José Richa Filho, ex-secretário de Infraestrutura e Logística; com o primo Luiz Abi Antoun, apontado como operador financeiro da família Richa; e com os empresários Celso Frare, Osni Pacheco e Joel Malucelli.

Quem ouviu diz que os áudios são arrasadores. Se referem a acertos em licitações de manutenção de estradas rurais, investigadas pela Operação Rádio Patrulha. São conversas gravadas por Garcia, que na época fazia a mediação do esquema entre governo e empresários. Uma delas é com Richa. Nela, o ex-governador pede detalhes sobre o andamento do esquema e questiona sobre o pagamento de propina por parte de cada um dos empresários. Outro áudio envolve Antoun, atualmente no Líbano. O primo de Beto conta a Garcia que o tucano teria lhe chamado de “guloso” por ter pedido propina na casa de 30% em um contrato com o governo, quando o acertado seria de 15%.

A última conversa gravada envolve Garcia, Richa Filho, Frare e Pacheco. Nela, os envolvidos discutem novamente o esquema que beneficia as empresas “parceiras” em contratos de manutenção de estradas rurais em troca de pagamento de propina. Os empresários recebem a certeza de Richa Filho que o edital seria montado de uma forma a evitar a entrada de concorrentes.

Primeiro lote

O primeiro lote de áudios entregues por Tony Garcia, em setembro do ano passado, levou a prisão de todos os envolvidos. As conversas gravadas pelo empresário trazem vídeos com empresários contando o dinheiro da propina, áudios detalhando a negociação e uma conversa na qual Beto Richa manda Garcia “ir pra cima” de um empreiteiro que não teria pago a parcela da propina.

André Richa na Itália

André Richa, filho de Fernanda e Beto Richa e denunciado na Lava Jato por lavagem de dinheiro, se mudou para Itália. Os motivos da mudança são pessoais e a Justiça foi avisada da viagem.

Novo endereço

O juiz federal Paulo Sérgio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba, determinou nesta quarta (30) à noite que o ex-governador Beto Richa (PSDB) seja transferido com urgência do Regimento de Polícia Montada, onde está preso, para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba ou para o Complexo Médico-Penal (CMP), em Pinhais.

Richa em 16 audiências

O juiz da 13.ª Vara Criminal de Curitiba, Fernando Fischer, determinou ao diretor do Complexo Médico Penal de Pinhais que conduza, “devidamente escoltado”, o réu Carlos Alberto Richa para comparecer a nada menos de 16 audiências relativas à ação penal derivada da Operação Rádio Patrulha. A primeira será na segunda-feira, às 14 horas, quando ficará cara a cara com o delator Tony Garcia.

Olho vivo

Ratinho Jr pediu a chefe da Casa Civil, Guto Silva, que investigue bem a pregressa de políticos e apaniguados indicados para nomeações. Não quer repetir o vexame da desnomeação, como aconteceu quando descobriu que o indicado para a presidência da Ceasa era um condenado em segunda instância por improbidade administrativa quando prefeito de um município do interior.

Gilmar julga Richa hoje

De volta do recesso, o ministro Gilmar Mendes encontrará sobre sua mesa no Supremo Tribunal Federal (STF) um novo pedido de habeas corpus pedindo a soltura do ex-governador Beto Richa, preso preventivamente desde sexta-feira (25) em razão dos indícios encontrados pelo Ministério Público de que ele lavou dinheiro por meio de negócios imobiliários e, em acréscimo, tentou obstruir a ação […]  Leia Mais

Lava Jato investiga Estre

A Operação Lava Jato deflagrou na manhã desta quinta-feira (31) a sua 59ª fase da Operação da Lava Jato, que recebeu o nome de “Quinto Ano”, para investigar o pagamento de propinas pelo Grupo Estre em contratos de serviços na área ambiental, reabilitação de dutos e construção naval. São investigados 36 contratos que totalizaram, entre 2008 e 2017, mais de R$ 682 milhões.

O último dia de Requião

Ontem, quinta-feira, 31 de janeiro de 2019, o Paraná se despediu de dois de seus três senadores: Roberto Requião e Gleisi Hoffmann cumpriram o último dia do mandato de oito anos que conquistaram em 2010. Deixam na Casa apenas o colega Alvaro Dias, reeleito em 2014 para o seu terceiro mandato consecutivo e o quarto de sua carreira política. No lugar de Gleisi e Requião assumem Oriovisto Guimarães e Flávio Arns.

Sem privilégio

O pedido de transferência de Beto Richa para Pinhais foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) que reivindicava que Richa fosse levado a uma das unidades prisionais onde estão os demais presos pela Polícia Federal (PF). Segundo o despacho do juiz, o Regimento de Polícia Montada não tem “como missão principal realizar a guarda e vigilância de presos”, e que o local “não é apropriado para assegurar a efetividade da cautelar”.

Defesa protesta

A defesa de Beto Richa afirma que o ex-governador tem curso superior e direito a recolhimento especial em unidade apropriada. “Observe-se que na condição de ex-governador, exerceu cargo superior hierárquico da estrutura administrativa no sistema prisional e sua presença pode ensejar retaliações ou até mesmo a prática de atos de vingança”, diz a nota. “De outra parte, a existência de organizações criminosas nos presídios impedem que o Poder Público tenha pleno domínio da segurança, em relação à pessoa do ex-governador, havendo, inclusive, risco de rebeliões”, adianta a defesa.

 

 

Em tempo integral

O novo chefe da Casa Civil, Guto Silva, tem se dedicado em tempo integral ao cargo neste inicio de governo. Para ver o pai, seus filhos que ainda estão em férias passaram a visitá-lo no quarto andar do Palácio Iguaçu. Guto trabalha 24 por dia para modificar e reorganizar as funções da pasta, considerada fundamental para fazer fluir a administração estadual. Por ali passam todos os processos antes que cheguem à mesa do governador Ratinho Jr. Guto Silva é considerado por todos o homem de confiança total de Ratinho, e aquele que sabe de todos os compromissos assumidos durante a campanha e que devem ser atendidos.

 

Piana com policiais civis

Darci Piana, vice-governador do Paraná, recebeu hoje visita dos dirigentes do Sindicato das Classes Policiais Civis do Paraná (Sinclapol) e da União da Polícia Civil. As entidades foram cumprimentá-lo pela eleição e falar sobre assuntos de interesse da categoria policial civil.

Enquadrar o vice

Os mais ansiosos no núcleo familiar do governo acham que Jair Bolsonaro tem de agir rápido e enquadrar o general Hamilton Mourão, que anda falando demais na opinião do próprio presidente, afirma a Coluna do Estadão. Os mais prudentes, porém, acham que isso só deve ser feito quando o ex-capitão estiver recuperado de sua mais recente cirurgia, com o risco de recaída ou de novas complicações médicas completamente afastado. Para esse grupo, não convém brigar com o vice enquanto houver qualquer possibilidade de ele assumir a Presidência por longo período.

Prudência

A turma da prudência sabe do que está falando. Nos dois casos mais recentes de vices enquadrados por presidentes, Itamar Franco e Michel Temer levaram a melhor sobre Fernando Collor e Dilma Rousseff.

Na mira de Damares

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, vai passar uma lupa na Comissão da Anistia, principalmente no período em que Lula foi presidente da República. A ministra está encafifada com a diferença nos números dos benefícios concedidos, ele liberou em média 4,2 mil pagamentos por ano. No período de Dilma foram 852 e no de FHC, 697. A Comissão da Anistia surgiu em 2001 e desde então foram autorizados R$ 9,9 bilhões em indenizações e há ainda outros R$ 7,4 bilhões a pagar. Até hoje foram analisados 66,3 mil casos. Outros 11 mil aguardam na fila, incluindo o da própria Dilma Rousseff.

Encaminhado

Um almoço entre João Doria e Fernando Henrique Cardoso sacramentou o nome de Bruno Araújo como favorito à Presidência nacional do partido entre os paulistas. O ex-ministro é consenso ao menos no diretório estadual. A eleição acontece em maio.

Contratos da Transpetro

A Polícia Federal cumpriu três mandados de prisão temporária e quinze de busca e apreensão ontem em São Paulo. As ações fazem parte da 59ª fase da Operação da Lava Jato, que investiga o pagamento de propinas entre o Grupo Estre -que engloba Estre Ambiental, Pollydutos e Estaleiro Rio Tietê- e a Transpetro em contratos na área ambiental, reabilitação de dutos e construção naval.  Wilson Quintella Filho, acionista e ex-presidente de empresas do Grupo Estre, um ex-executivo do grupo e o advogado Mauro de Morais estão entre os alvos da ação desta quinta.

Em busca de ajuda

Estados procuram governo federal para resolver problemas em suas contas. Não haverá solução para a crise das contas públicas no país sem que se resolva a calamidade financeira que aflige estados e municípios. Os problemas da União costumam monopolizar as atenções, seja pelos valores envolvidos, seja pelas iniciativas de política econômica, mas é na vida cotidiana que o descalabro de fato se faz sentir.

Cresce a demanda

Com novos governadores assumindo seus mandatos, é natural que cresça a já contumaz demanda por ajuda federal. O último pedido terminou atendido em 2016, com a aprovação da lei complementar 156: alongou-se por 20 anos o prazo de pagamento e interromperam-se as amortizações por um biênio.

Febre amarela

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou nesta quarta-feira (30) que enviou reforço de doses de vacinas contra a febre amarela a todas as 22 Regionais do Paraná. Todas as unidades estão abastecidas e a secretaria dispõe de um estoque estratégico de 300 mil doses para qualquer eventualidade.

Boicote

Aumentou a apreensão dos produtores paranaenses de frango. Secretário-geral da União de Câmaras Árabes, Khaleda Hanafy, que representa as câmaras de comércio de 21 países, afirmou que a transferência da embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, se concretizada, pode gerar um boicote dos consumidores árabes a produtos brasileiros.

Quem tem pressa…

Promessa de campanha de Bolsonaro, a mudança da embaixada em Israel para Jerusalém significaria um endosso do Brasil ao pleito de Israel de ter a cidade reconhecida como sua capital. Mourão tem atuado como um contraponto a Bolsonaro nas relações do Brasil com as nações árabes, ontem ele disse que neste momento, o Brasil não avalia transferir a sua missão diplomática de Tel Aviv para Jerusalém.

Não é a primeira vez

A alemão TÜV SÜD, que foi alvo de operação policial por conta da tragédia de Brumadinho, é uma das maiores empresas de auditorias técnicas do mundo. Atua em setores que vão desde alimentação até energia e inspeção de dutos. Essa não é a primeira vez que a companhia alemã é cobrada por sua atuação em inspeções de segmentos que demandam alta segurança, como a construção de barragens. Em 2010, o canal de TV alemão ARD revelou que, por décadas, a empresa não realizou o controle necessário em uma usina nuclear em Baden-Württemberg, no sul da Alemanha.

 

Mega-empresa

A alemã TÜV SÜD tem mais de 24 mil funcionários e atua em mais de 800 cidades espalhadas pelo planeta. Em 2016, seu faturamento foi de 2,6 bilhões de euros, dos quais 43% provém de negócios no exterior. No Brasil, a companhia tem cerca de 500 funcionários.

 

Bolsonarista

Contrariando a chamada “Lei Chico Pinheiro” que vigora pelos corredores da Globo, a apresentadora Ana Maria Braga acaba de se revelar uma bolsonarista em seu programa Mais Você. Torceu pela recuperação do Chefe do Governo e não deixou por menos: “O Brasil está precisando do presidente à frente para tocar esse mundo de coisas que tem acontecido”.

 

Reclamação

Já Regina Duarte que, na campanha presidencial, tirou até fotos ao lado de Bolsonaro, está reclamando que não vê as feministas tomando posição (ou ajudando) em meio à tragédia de Brumadinho. Muita gente também anda denunciando ausência de mais artistas nesse episódio e mais pessoal de Direitos Humanos.

 

“Bancada de lama”

Deputados e senadores que defendem interesses das mineradoras ganharam, nos últimos tempos (desde o trágico episódio de Mariana), o rótulo de “bancada de lama”, com direito a variação irônica onde a palavra “lama” é substituída por um chamado detrito habitual, por assim dizer.  Mais dirigentes de empresas ligadas a mineradoras estão ganhando cadeiras no governo federal. Também Leonardo Quintão líder da “bancada de lama”, ganhou abrigo na Casa Civil de Onyx Lorenzoni.

 

Vilã famosa

Nesses dias, por conta da reexibição do capítulo final da novela Vale Tudo, no canal Viva, quando a famosa vilã criada por Beatriz Segall é assassinada, a discussão em torno de “Quem matou Odete Roitman?” foi parar no topo dos treding topics. Na história recente da TV brasileira foi o segundo assassinato mais comentado. O primeiro foi “Quem matou Salomão Hayalla?” na versão de 1978 (primeira) de O Astro. O assassinado era Dionísio Azevedo.

 

Guerra declarada

Antonia Fontenelle está em guerra contra os gays, que a criticaram por ter se referido ao namorado de Lulu Santos como “bonitinho”. Não quer continuar se submetendo à patrulha dos homossexuais e aproveita também para repudiar o PT e seus 14 anos de governo. É mais uma bolsonarista: “O Brasil é uma nação rica que está sofrida e saqueada”.

 

Futebol feminino

A CBF está lançando um canal no Instagram que focará somente na seleção feminina de futebol. A intenção é popularizar mais o esporte através das redes sociais aproveitando o mundial que acontecerá na França e que, pela primeira vez será transmitido por uma TV aberta no Brasil. A Globo irá transmitir apenas os jogos do Brasil, enquanto o SporTV transmitirá todas as outras partidas. O mundial acontece de 7 de junho a 7 de julho. E o endereço no instagram é @selecaofemininadefutebol.

 

Chave

A equipe econômica está finalizando o texto do decreto que permitirá que o CPF seja usado para dar acesso a todos os serviços públicos federais. Ou seja, será uma espécie de chave universal, que desobrigará os brasileiros a memorizarem os números de outros documentos.

 

Renúncia

Ainda sem uma posição sobre sua candidatura à presidência ao Senado, Simone Tebet (MS) renunciou a liderança do seu partido, MDB, na Casa. Um dos motivos de sua saída é que não concorda com a posição da sigla sobre o voto no Senado. “Eu, num processo de democracia, entendo que não tenho problema de externar o meu voto e declarar voto aberto. Consequentemente, como a maioria pensa de um jeito e eu penso de outro, eu renunciei à liderança do MDB por não comungar com a maioria”.

 

Foto antiga

A nova MP contra fraudes no INSS lembra os tempos de Ricardo Berzoini no Ministério do Trabalho, nos tempos de Lula, quando chegou a perseguir até nonagenários. Segundo a medida provisória, prova de vida de aposentados e pensionistas acima de 60 anos terão de ser agendadas não só nos bancos, mas possivelmente em postos do INSS, cujo funcionamento beira a imoralidade. Acima dos 80, prova de vida será feita na residência por perito do INSS.

 

Contra Morales

O ex-presidente Lula anda mais que irritado com Evo Morales, que tenta se aproximar de Bolsonaro, em defesa da economia de seu país, virando as costas para seus amigos da esquerda. Morales veio ao Brasil para a posse do novo Chefe do Governo e agora tuitou desejando pronta recuperação do “presidente do povo irmão do Brasil”. Há quem aposte que Lula mandou queimar a jaqueta tradicional boliviana que Morales lhe deu.

 

Novos tempos

Ex-chefe de gabinete de Marielle Franco, Renata Souza, que foi eleita deputada estadual do Rio de Janeiro, acaba de convidar para ser seu assessor parlamentar, o coronel da reserva Ibis Pereira, ex-comandante-geral da PM de lá.

 

Recall

A Volkswagen está comunicando a proprietários de 194 veículos Touareg, CC, Passat, Variant, Tiguan, Golf, Up!, Fox, Crossofox, Saveiro, Polo, Gol, Parati e Voyage que entrem em contato com a montadora. Por conta da possível falha do funcionamento de componentes e sistemas, a Volks está recomprando os veículos por 100% do valor da tabela Fipe.

 

Um nome

Apesar do governo negar que haverá mudança no quadro estrutural da Vale, ou seja, a substituição do atual presidente Fábio Schvartsman, já existe um nome escolhido, na gaveta. Há quem garanta que a pressão em cima da companhia será tanta que o governo não precisará demitir Schvartsman, ele mesmo pedirá para sair.

 

Dia movimentado

Amanhã, quando Bolsonaro completa seu primeiro mês de mandato, os deputados eleitos em outubro pra Câmara Federal tomam posse e à tarde elegem a nova Mesa Diretora da Casa (2019/2020). O Senado passará por processo semelhante. A retomada das atividades ocorrerá com a maior renovação desde a década de 80. Das 54 cadeiras, 46 serão ocupadas por novos parlamentares entre 21 partidos.

 

Para comparar

Para quem gosta de comparações: o valor de mercado da Uber está em US$ 62 bilhões, com chance de aumentar rapidamente logo depois do lançamento no mercado de ações, que está para acontecer. O valor de mercado das duas maiores montadoras americanas Ford e GM, está em torno de US$ 45 bilhões e US$ 51 bilhões respectivamente.

 

Ninguém aposta

Rodrigo Maia, favorito para reeleição na presidência da Câmara, avisa os mais chegados que “pelos primeiros dias, ninguém aposta um real no sucesso da gestão”. Mesmo apoiado pelo PSL, Maia aposta contra o governo. E Renan Calheiros, que pode voltar à presidência do Senado, também.

 

Apoio

A ala militar do governo está se movimentando para apoiar o general Hamilton Mourão, vice-presidente da República. E não é que ele seja uma unanimidade nos militares. Só que Mourão moderou o discurso e virou uma solução “em caso de crise”.

 

Preso

Wellington Camargo, irmão de Zezé di Camargo e Luciano, está preso, por não pagar pensão alimentícia. Wellington, que agora também é cantor, é o mesmo que há 20 anos foi sequestrado, teve parte de sua orelha cortada e só foi libertado após pagamento de um resgate de US$ 300 mil, que começou inicialmente em US$ 5 milhões. O cantor também é cadeirante, porque foi vítima de uma poliomielite aos 2 anos.

 

Não foi

Mesmo autorizado pelo ministro do Supremo Federal Dias Toffoli, o ex-presidente Lula não deixou sua cela-sala na superintendência da Polícia Federal em Curitiba para ir ao enterro de seu irmão Vavá. A justificativa é que autorização para ir ao enterro aconteceu justamente no horário marcado para o sepultamento. Lula está bastante abalado com a morte do irmão.

 

Quem paga

As despesas da nova cirurgia de Jair Bolsonaro serão pagas pelo Hospital das Forças Armadas, por conta de convênio entre o Planalto e o hospital militar. Ainda não estão fechados os custos. O Einstein é considerado o hospital mais caro do país.

 

Gordas fatias

O PSL de Jair Bolsonaro (ou de Luciano Bivar) terá a maior fatia do Fundo Partidário em 2019: serão cerca de R$ 115,1 milhões ao longo do ano, o que equivale a 12,4% do total de R$ 927,7 milhões previstos para 21 legendas. O PT vem em seguida, com R$ 101,9 milhões (10,9%) e depois o PSDB com R$ 60,3 milhões (6,5%). Por causa da cláusula da barreira, não terão direito ao fundo 14 legendas: Rede, Patriota, PHS, DC, PCdoB, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PSTU e PTC.

 

Não pagam

Considerados “hospitais de celebridades”, seis conhecidas instituições que conseguiram que o governo federal as dispense de pagar mais de R$ 500 milhões por ano de impostos, conseguiram de 2012 a 2017, deixar de recolher R$ 3,2 bilhões em tributos federais. São eles Albert Einstein, Moinhos de Vento, Samaritano, Sírio-Libanês, Hospital do Coração e Oswaldo Cruz.

 

Respeitar

O líder do governo na Câmara, o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), defende a que a reforma da Previdência seja feita de forma mais rápida possível, para que o impacto fiscal seja sentindo quanto antes. Por outro lado, avisa: “Governo vai respeitar o tempo do Parlamento”.