A catedral de Notre-Dame receberá no próximo sábado (15) sua primeira missa depois do incêndio ocorrido em abril que destruiu partes da construção.
Segundo a diocese de Paris, a missa será fechada ao público e ocorrerá em uma capela lateral com “número restrito de pessoas, por óbvias razões de segurança”. Cerca de 20 pessoas assistirão à cerimônia, incluindo padres e cônegos. Conduzida pelo arcebispo de Paris, Michel Aupeti, a missa será transmitida em um canal televisivo francês.
A escolha da data da cerimônia decorre do aniversário da consagração do altar da catedral, celebrado anualmente no dia 16 de junho.
Emmanuel Macron, presidente da França, estabeleceu o objetivo de restaurar a catedral em cinco anos, e a Assembleia Nacional francesa já fixou em projeto de lei o prazo estabelecido por ele. A pressa está relacionada à realização dos Jogos Olímpicos de 2024, que ocorrerão em Paris e estão marcados para julho.
O incêndio de 15 de abril consumiu o telhado da construção parisiense. A restauração da estrutura tem provocado discussões na França entre aqueles que querem dar um ar moderno à catedral e os que preferem que a construção seja construída exatamente como era.