“Nas minhas caminhadas pelos parques e ruas arborizadas de São Paulo comecei a perceber a quantidade de beleza descartada pela natureza”. Foi assim que a designer Sylvie Quartara, em abril de 2017, passou a ver “folhas, galhos, cascalhos, besouros, borboletas e muitos outros pequenos elementos da natureza totalmente desconsiderados pelas pessoas” como utilidades. Brotam então a coleção de bolsas Nature-à-Porter.

Como “a paixão gera energia. Energia que nos dá força para a curiosidade; força para a perseverança; força para a determinação e força para sairmos da nossa zona de conforto”, a designer desenvolveu uma técnica especial para usar a natureza nos acessórios.
E hoje Sylvie Quartara pode comemorar: “As bolsas Nature-à-Porter provocam emoções não apenas pela beleza das combinações dos diferentes materiais usados, mas pela mensagem que elas trazem”.

O início da carreira da designer, na Itália em 1994, tinha foco nos acessórios para casas. Quatro anos depois, de volta ao Brasil, dedicou-se aos sapatos e, em 2014, criou a marca Sy & Vie. Diz ela: “As bolsas Sy & Vie são todas feitas à mão. Procuro sempre valorizar técnicas manuais, como o entalhe, a marchetaria e agora a nova técnica igualmente acurada para a coleção Nature-à-Porter que chamei de assemblage (as.sem.blage – a work of art made by grouping found or unrelated objetcs)”.
As peças são exclusivas, atemporais e enaltecem técnicas artesanais. Sylvie desenvolveu técnicas para que as folhas, galhos e flores permaneçam inalteráveis nas bolsas. Únicas!