No município de Cerro Azul, na Região Metropolitana de Curitiba, foram cumpridos na última quarta-feira, 10 de julho, cinco mandados de prisão preventiva contra suspeitos de integrar organização criminosa envolvida com desvios de recursos da Secretaria de Obras e Viação do Município. Os alvos foram quatro agentes públicos municipais – o secretário de Transporte e Viação, o controlador interno, a diretora do Departamento de Compras e Licitação e o supervisor de Recursos Humanos – e um empresário.

Os mandados foram requeridos pela Promotoria de Justiça de Cerro Azul no âmbito de apuração que identificou ilegalidades cometidas pelo grupo na gestão de licitações sob a gestão da pasta (favorecimento a fornecedores, antecipação indevida de pagamentos, entre outras práticas). Sobre os fatos, foi oferecida denúncia criminal pelo Ministério Público do Paraná em junho deste ano.

A investigação é um desdobramento da Operação Pratos Limpos, deflagrada no mês de abril e que identificou desvios de recursos da Secretaria de Assistência Social do município que deveriam ser destinados à compra de merenda de crianças atendidas por projetos sociais. De acordo com o apurado pelo MPPR, a atuação do grupo agora alvo dos mandados era semelhante à da organização anteriormente investigada – tendo alguns agentes públicos envolvimento em ambos os casos.

Dos cinco alvos da operação de ontem, dois já encontravam-se presos, em decorrência da primeira denúncia apresentada pelo Ministério Público, e um está foragido.

Autos da Denúncia: 0000787-40.2019.8.16.0067