Foto: Daniel Castellano/SMCS

Os motoristas de transporte por aplicativos em Curitiba começaram a ser cadastrados pela Urbs, Urbanização da Capital, no início da semana. A medida acontece após decreto, assinado pelo prefeito Rafael Greca em agosto, que ampliou a regulamentação do serviço na cidade. Segundo a prefeitura, os motoristas terão 60 dias para fazer o cadastro, que deve ser feito no site da Urbs (urbs.curitiba.pr.gov.br).
No cadastro, o motorista deve preencher com dados pessoais, como o número da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com anotação do exercício de atividade remunerada (Ear), endereço e dados do veículo.
O presidente, ainda, explica que com o fim do prazo para cadastramento, o veículo que não estiver no banco de dados está sujeito à multa e recolhimento ao pátio da Setran.
O cadastro faz parte de um processo de atualização da regulamentação do setor, que desde novembro do ano passado é feito pela prefeitura. Entre as alterações já postas em prática, está o emplacamento do veículo que pode ser feito em qualquer cidade do país, antes era restrito a Curitiba. O tempo de fabricação dos veículos autorizados a trabalhar no transporte privado de passageiros também foi ampliado. Antes limitado há cinco anos, o prazo máximo passou para sete.