Há 27 anos encantando platéias pelo mundo todo, a companhia norte-americana Momix mais uma vez traz seu balé de ilusões para Curitiba, onde fecha a atual turnê brasileira.

A coreografia escolhida é Lunar Sea, classificada pelo coreógrafo Moses Pendelton como uma experiência sensorial fascinante que brinca com a ausência de gravidade.

Pendelton criou Lunar Sea para comemorar os 25 anos do Momix, notabilizado pelo trabalho dos bailarinos-acobratas capazes de ilusionismo devido ao fabuloso jogo de luz e sombra. De Washington, sede do grupo cujo nome é uma corruptela de mix do Moses, Lunar Sea partiu para viagens para divertir e assombrar platéias. Imagens surrealistas surgem no palco em danças originais, onde o vigor e a força muscular dos bailarinos são contrastados pela idéia de levitação.

O Momix veio ao Brasil com duas coreografias. A outra, Opus Cactus, tem a areia do deserto como idéia central. Mas a dança no mar da lua se destaca pelo brilho, pela leveza e pela invisibilidade dos bailarinos. Durante 85 minutos, o público vive total emoção visual, tentando desvendar seus mistérios. Mistérios esses provocados pela iluminação de Moses e Joshua Starbuck, mas que seriam irrelevantes não fossem os bailarinos "capazes de flutuar".

Experimente: amanhã às 21h e domingo às 19h30, no Guairão. Ingressos de 35 a 120 reais. Não aceita cheque. Cartão Teatro Guaira dá desconto de 30%. Fones 3304-7900 e 3315-0808. Realização Verinha Walflor.