O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, junto com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, participam do Encontro Mundial do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, junto com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, participam do Encontro Mundial do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial, que começa na quinta-feira (9) e vai até domingo, em Washington, Estados Unidos.

A agenda de Meirelles ainda não foi divulgada, mas Mantega aproveita o encontro para se reunir na quinta-feira com o diretor gerente do Fundo, Dominique Strauss-Khan e com o presidente do Banco Mundial Robert Zoellick.

Na sexta-feira, Mantega tem reunião com o ministro da Fazenda da Colômbia, Oscar Ivan Zuluaga, e com os representantes do grupo de países ligados ao Brasil no FMI e no Banco Mundial.  No sábado, o ministro da Fazenda brasileiro reúne-se com os membros do Comitê Monetário e Financeiro Internacional (IMFC) e dá entrevista coletiva no final do dia.

Guido Mantega tem encontros ainda com o Comitê de Desenvolvimento, no domingo, e na segunda-feira fala na Brazil Economic Conference no Hotel Mayflower. No mesmo dia, ele tem reunião com o colega espanhol Pedro Solves Mira e depois volta ao Brasil.

O encontro do FMI se realiza no momento em que a crise financeira internacional tem provocado turbulência no mercado global. Segundo relatório do FMI divulgado hoje, as perdas das instituições financeiras continuam a aumentar e pode torná-las inviáveis, caso não haja uma injeção de capital suficientemente grande. Em abril deste ano, estimava-se que os prejuízos chegassem a US$ 945 bilhões.