Cerca de 20 pessoas fizeram um protesto nesta terça-feira, em frente ao Teatro Folha, em São Paulo, pedindo a cassação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Cerca de 20 pessoas fizeram um protesto nesta terça-feira, em frente ao Teatro Folha, em São Paulo, pedindo a cassação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que participava de sabatina promovida pelo jornal Folha de S.Paulo.

Os manifestantes, liderados pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e pelo P-SOL, chamavam o ministro de "fascista" e gritavam "Ô Gilmar Mendes, que papelão, soltar banqueiro, sabendo que é ladrão".

O ministro não presenciou a manifestação, já que deixou o teatro por uma saída especial.

Os manifestantes criticaram Mendes por causa da concessão de dois habeas corpus ao banqueiro Daniel Dantas e também por causa da posição do ministro contrária aos repasses públicos ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

"É uma justiça dos que podem pagar e nós sabemos o quanto o (banqueiro) Daniel Dantas é capaz de fazer isso", disse o professor de geografia Mauricio Costa.