*Cleverson Marinho Teixeira

Parabéns ao povo brasileiro que manifestou aos seus representantes no Congresso Nacional a vontade de excluir da vida política o “toma lá dá cá”. Manifestação essa especialmente dirigida a muitos daqueles integrantes do dito “centrão”, cuja maioria dos que os elegeram, votaram em Bolsonaro para Presidente da República. É um contrassenso a posição que estão adotando no Legislativo. Eles somente entenderão que devem aprovar as reformas que o Brasil está necessitando, e que não devem pretender subjugar os poderes do Estado aos seus interesses meramente pessoais, se os seus eleitores assim o transmitirem. A Democracia deve ser exercida no dia a dia; não apenas nas eleições.

Devemos nominar os que têm votado contra o Brasil, não aprovando as propostas governamentais que visam remediar os erros, que foram implementados nos últimos anos: corrupção, esquerdismo, ganância pelo poder e dinheiro sujo, inverdade, injustiça, desamor, atitudes e sistemas que tiram a liberdade, fazendo os cidadãos escravos do poder, sem estímulo, sem segurança, submissos à burocracia excessiva.

Enfim, sem a verdadeira liberdade de produzir e oferecer formas das pessoas terem meios de trabalhar, e assim sobreviver; sem os Poderes do Estado cumprirem o papel de conduzir uma República Democrática, chegaremos onde outros Países chegaram, para desgraça da sua gente.

Queremos arrumar o País, para isto necessárias são as reformas: 1) previdência; 2) mais segurança, que depende da implementação de medidas educativas e culturais, além de investimentos, empreendimentos, oportunidades de trabalho, enfim elevar a condição humana no Brasil; 3) reforma tributária (um estado menos inchado, perdulário, pleno de mordomias, que seja avaliado por mérito, … ); 4) reforma política; e outras, eis que o País que nos deixaram nestes últimos anos certamente não é o queremos e não corresponde às potencialidades de sua gente e de suas condições naturais.

Os parlamentares devem buscar o aprimoramento. Se pretender a reeleição que o façam por méritos e não pelo “toma lá dá cá”. …. !!! Critiquemos aqueles que têm votado contra ou deixado de votar por seu mero interesse. Mas, elogiemos aqueles que apoiam e/ou buscam aprimorar as propostas, apresentando sugestões positivas e votando a favor das medidas necessárias e apropriadas.
Deus nos proteja. Oremos pelo Brasil. Ordem e Progresso.

*Cleverson Marinho Teixeira, advogado, ex-deputado federal.