Malucelli nega reclamação quanto à TV Assembleia

353

Mas reclama, isso sim, do IAP, que não aprecia os projetos do Condomínio “Terras do Rio Itaqui”, que pretende criar, uma espécie de cidade nova, defronte à Renault, no outro lado da rodovia. Tem 2,5 milhões de metros quadrados e teria milhares de moradores de classe média.

Ratinho Junior: ouve reclamações (foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo)

“Atendo ao telefone porque é você, Aroldo”.

Com esta expressão, o empresário Joel Malucelli, ao me atender nesta quarta, 20, deixou claro que não está disponível para muita conversa. Está, sim, mergulhado em seus negócios, que são muitos.

Abriu exceção para responder-me a propósito de notícia divulgada na terça-feira, 19, por uma emissora de televisão de Curitiba, segundo a qual ele estaria fazendo reclamações quanto à TV Assembleia, concessão que a sua TV Icaraí venceu há vários anos para explorar aqueles serviços da AL.

– Não faria sentido reclamação de qualquer natureza, a licitação foi vencida sob a mais correta exação pela TV Icaraí. Eu e minhas empresas não temos qualquer contencioso com a Assembleia Legislativa, pode anotar. Foi concorrência limpíssima, afiançou.

“TERRAS DO RIO ITAQUI”

Se não está se aprofundando em temas políticos, embora se refira com simpatia ao governador Ratinho Junior, Joel Malucelli não foge de abordar assuntos empresariais que lhe são caros.

Assim me responde, quando lhe indago do enorme condomínio “Terras do Rio Itaqui”, de 2,5 milhões de metros quadrados, planejado em 2017, localizado defronte a Renault, em Piraquara.

Para Joel, há pelo menos 10 processos sobre o condomínio travados no IAP. Ninguém quer decidir, na repartição, assim como também sobre outros pedidos de liberação ambiental. As alegações são muitas, que podem ir desde não simpatia pelas chefias a alegações de que procuradores vetariam “in limine” a apreciação desses projetos.

“Justificativas” não faltariam, enfim.

Há reclamações empresariais sobre o assunto, levadas ao governador Ratinho Junior, que procura, dentro da maior legalidade, encaminhar solução via Secretaria de Meio Ambiente.

Resumo: há uma forte demanda na RMC para o empreendimento “Terras do Rio Itaqui”, que atenderia fundamentalmente a classe média, possibilitando a construção de centenas e centenas de moradias, em espaço com toda a infraestrutura.

Tudo, no entanto, depende do IAP e seus servidores.

Quando abordo os seus negócios de rádio, ele é taxativo: “Estão com meu genro, o João Arruda”.

Defronte à Renault, projeto de condomínio de classe média

Gabriela, juíza à Moro, continua incomodando políticos

Juíza Gabriela Hardt: pegando também tucanos; Paulo Vieira de Souza, do Dersa: cartão de USD 275 mil

A juíza federal substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Hardt, que ficou temporariamente em lugar de Sergio Moro, continua mostrando que não brinca em serviço. E que, da mesma forma como atinge com suas decisões Lula e seus amigos do PT, vai pegando também tucanos.

O mais recente deles – e dos de mais alta plumagem – é o ex-chanceler e ex-senador Aloysio Nunes, atingido, dia 19, terça, com mandado de busca e apreensão em sua casa, em SP, executado pela PF.

A acusação é expressiva: segundo a juíza, Nunes teria sido beneficiado por cartão e crédito de US$ 275 mil, via conta de off shore do Grupo Nantes, Suíça, controlada pelo ex-diretor do Dersa (SP), Paulo Vieira de Souza.


Xisto avalia terceirização de funções nos cartórios

Presidente Xisto, do TJ, fala no Sindijus

Após o Supremo Tribunal Federal autorizar a terceirização da atividade fim no serviço público, muitas categorias passaram a conviver com a iminência de enfrentar esse desafio, seja nas instâncias municipais, estaduais ou federal.

Na terça-feira (19), o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), Adalberto Jorge Xisto Pereira, comunicou que sua gestão avalia como alternativa a terceirização de funções nos cartórios. A medida, segundo o desembargador, seria para resolver o problema de déficit de servidores, aumentando o número de trabalhadores, e para cumprir com a recente decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que determina a estatização de mais de 170 serventias.

Diante dos diretores do Sindicato, o presidente disse que o levantamento em andamento deve responder quantos trabalhadores terceirizados e servidores nos cartórios serão necessários. “Não haverá serventia só com terceirizados. Será o mínimo possível de servidores por cartório.

Entende que isso é valorizar os servidores. A carreira não vai acabar, será realizado concurso para repor essas vagas”, disse. Segundo Xisto, a terceirização deve atingir, em algum momento, o segundo grau. “Isso deve ocorrer também na administração pública em geral”, afirmou.

SOLUÇÃO VIÁVEL

A terceirização para o TJPR é uma das soluções viáveis diante da atual situação. “Não haverá dinheiro para pagar salários, aposentadorias e pensões. Estou sendo sincero com vocês. Gostaria de estar com dinheiro em caixa. Mas chegamos a um ponto que não dá mais. Não há mais condições de colocar 15 ou 20 servidores efetivos numa secretaria”, ressaltou. Mencionou ainda, a possibilidade dos servidores terem redução de salários com redução de jornada.

NOVOS CONCURSOS

Xisto não descartou a realização do concurso, suspenso no início da sua gestão. O estudo vai determinar quantos servidores efetivamente precisamos para depois realizar o concurso. Todos os dias tenho assinado aposentadoria de servidores.

93% SÃO GASTOS COM PESSOAL

O TJPR ressalta que a situação não é confortável. O gasto com pessoal está atingindo 93% do repasse mensal do Executivo. “Além disso, as custas não cobrem as despesas dos cartórios estatizados, mantidos pelo Funjus. Por isso é preciso trabalhar com inteligência e responsabilidade. Daqui pra frente se o presidente não tiver responsabilidade, não haverá recursos”, decretou Xisto.

(Acesse ao link): http://sindijuspr.org.br/noticias/3/noticias/10221/xisto-pereira-a-terceirizacao-parece-inevitavel


UTILIDADE PÚBLICA:

Lar dos Idosos reabre bazar no Tarumã

Lar dos Idosos, da Sociedade de Socorro aos Necessitados

A Socorro aos Necessitados, mantenedora Lar dos Idosos Recanto do Tarumã, está há 97 anos promovendo dignidade e inserção social. E no último dia 19 de fevereiro, a entidade reabriu seu bazar permanente. São aproximadamente 10 mil itens à venda, entre eles sapatos, bolsas, utensílios domésticos, roupas, brinquedos, roupa de cama e mesa, malas e livros.

Toda a arrecadação é revertida para a compra de medicamentos dos idosos moradores do lar. O horário de funcionamento será das 13h30 às 16h30, todas as terças e quintas-feiras, na Rua Konrad Adenauer, 576 – Tarumã.

SERVIÇO:

Bazar Beneficente da Socorro aos Necessitados

Local: Socorro aos Necessitados – Rua Konrad Adenauer, 576 – Tarumã

(41) 3266-3813 / Whatsapp (41) 98898-2384


Instituto Federal de Colombo conta com apoio da bancada federal

Toninho Wandscheer

O coordenador da Bancada Paranaense em Brasília, deputado federal Toninho Wandscheer (Pros), recebeu nesta segunda-feira (18) a visita do diretor do IFPR Campus Curitiba, professor Adriano Willian da Silva e o coordenador de Ensino Superior, Luiz Martins. No encontro, eles apresentaram os projetos da instituição e solicitaram apoio da Bancada na viabilização de emenda, no valor de R$ 8 milhões, para a construção de um novo bloco didático.

TRÊS MIL ALUNOS

Segundo o diretor do Campus atende diariamente, cerca de 3 mil alunos e conta com 200 professores e 100 técnicos administrativos, não possuindo estrutura física suficiente. “Para atender essa demanda de forma satisfatória, nesse novo bloco devem ser instaladas 33 salas de aula, 05 laboratórios de informática, sala dos professores e espaço administrativo”, explicou o Professor Adriano.

BIBLIOTECA

O IFPR Campus Curitiba também pediu apoio aos parlamentares federais do Paraná, na construção da nova biblioteca da instituição. Obra que custará em torno de R$ 1 milhão.

Durante visita, o deputado Toninho, lembrou que o novo Bloco Didático do IFPR Campus Colombo, está sendo construído com recursos liberados por indicação da Bancada Paranaense e emenda do próprio parlamentar, no valor de R$ 2 milhões para viabilizar a obra completa.

“Esse é o resultado de um trabalho sério e comprometido. Investir na educação é investir no futuro do Brasil. Com certeza, levarei o pedido para discutir em conjunto com o nosso colegiado, em Brasília, para que possamos atender agora, o pedido do IFPR Campus Curitiba”, finalizou Wandscheer.

Prefeita de Colombo, Beti Pavin, deputado Toninho Wandscheer e o diretor-geral do Campus Colombo do IFPR, professor Ciro Bachtold.

MUNDO:

Aos 94, padre Cardenal recebe “absolvição” de Francisco

Ernesto Cardenal, ex-sandinista (Credit: Mattis Kaminer/Shutterstock)

– O Papa Francisco dá o restabelecimento total aos direitos sacerdotais católicos do padre Ernesto Cardenal, da Nicarágua.

O padre, ex-monge cistercense, foi suspenso a divinis há mais de 30 anos por causa de seu ativismo político: foi ministro da Cultura no governo liderado por Daniel Ortega.

Cardenal deixou a Frente Sandinista e sua luta política em 1994.

Gravemente doente, o padre de 94 anos recebeu a bênção do Papa através do Núncio Apostólico na Nicarágua, Dom Waldemar Sommertag. O bispo concelebrou a missa com ele de seu leito de hospital. A primeira missa em 34 anos.

Foi absolvido de toda censura canônica.


Comida regional e uva cabernet franc na festa da colheita da Vinícola Araucária

Renato Adur, na Vinícola Araucária

Quase meia tonelada da uva cabernet franc para ser colhida e um buffet inspirado na cozinha regional são as atrações da Vindima 2019, da Vinícola Araucária, marcada para o fim de semana (dias 23 e 24 de fevereiro). É mais uma iniciativa de Renato Adur, que comanda a vinícola desde a sua fundação, em 2007, tempo em que os vinhos e espumantes elaborados em São José dos Pinhais já receberam várias premiações, entre elas algumas medalhas de ouro em competições nacionais.

COM BRINDE

Seguindo programação feita por Adur e equipe, a vindima começa com um brinde (vinho branco Angustifólia Chardonnay), e segue com workshop de engenheiros agrônomos nos parreirais sobre manejo, maturação e colheita da uva. Depois da colheita da cabernet franc e da pisa, há um tour pelo interior da vinícola para se conhecer os processos de elaboração dos vinhos finos e espumantes, com explicações dadas por enólogos. Uma degustação de dois rótulos encerra essa parte do evento.

A segunda parte da festa é o almoço, um buffet especial a partir de porco e cordeiro assados.

Inscrições pelo e-mail: comercial@vinicolaaraucaria.com.br


Marcelo Catani recebe polpudo cargo na Prefeitura de Curitiba

Marcelo Catani: cargo na Prefeitura; Deonilson: foi muita encrenca; Paulino Viapiana: cadê a Universidade das Artes?

Do grupo de ex-poderosos jornalistas que muito influenciaram as administrações Beto Richa (Prefeitura e governos do Estado), um, pelo menos, está com a vida arrumada: Marcelo Catani, ex-secretário de Com. Social de Beto – foi acolhido no gabinete do alcaide Rafael Waldomiro Greca de Macedo.

Não se sabe, ainda, o que Catani vai fazer e onde cumprirá seu expediente funcional. Sabe-se, apenas, que é um “protegé” da chamada “aranha marrom”, a velha senhora, 75, que, quase sempre, despacha, com autoridade plena, no gabinete principal do PMEC.

O acolhimento é, de alguma forma, compensação – dizem observadores do Palácio 29 de Março – à dedicação que Catani mostrou, ao chefiar a campanha publicitária que levou o atual prefeito, 64, de volta à Prefeitura.

AS PREFERÊNCIAS

A apreciação que Richa mostrou ao grupo de jornalistas que por anos teve enorme influência no Governo, pode também, em parte, ser responsável pelas dificuldades que o ex-governador e família vivem.

Um desses jornalistas, Deonilson Roldo, originário da “República de Pato Branco” -, foi o que mais está dando munições à Lava Jato nos exames que a operação faz sobre pedido de propina à Odebrecht e outras.

– Beto deixava a coisa correr à solta, Deonilson era, boa parte do tempo, o real governador, admite à coluna um deputado estadual, profundo conhecedor dos meandros palacianos dos dias de Beto.

UNIVERSIDADE DAS ARTES?

Paulino Viapiana – que não sei por onde anda – sempre foi considerado o “mais palatável do grupo de comunicadores”, me assegura um ex-Chefe da Casa Civil.

Acho que Marcelo é também um ser educado.

Mas espero que, um dia, Paulino explique o que ele fez com a tão propalado projeto da Universidade das Artes, que o Governo Beto entregou-lhe para implantar no bairro do Rebouças. Havia recursos materiais para as obras? Que resultado Paulino pode apresentar?

Já o jornalista Paulo Krauss, que até é bem equipado profissionalmente, tido e havido como o grande amigo de Deonilson, perdeu um emprego insubstituível nos dias de hoje: era diretor adjunto da COPEL, salário na faixa dos R$ 70 mil.

Krauss, ao que consta, está tentando alocar-se na Assembleia, como assessor de uma das excelências. Mas não está sendo fácil.


ATUALIDADES

Dispositivo eletrônico identifica 15 doenças pelo sopro

As irmãs Júlia e Natália Nascimento com o dispositivo que identifica doenças

Por Caio Lencioni

Naturais de Feira de Santana, na Bahia, as estudantes Júlia Nascimento e Natália Nascimento criaram um dispositivo eletrônico capaz de identificar pelo menos 15 doenças diferentes. O diferencial do dispositivo é que não são necessários métodos invasivos para a identificação, basta um sopro.

Júlia, que é graduanda em Biotecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), conta que o equipamento é semelhante ao bafômetro. A diferença é que, ao invés de detectar álcool, o dispositivo identifica doenças como tuberculose, pneumonia e até câncer.

Ela completa que o equipamento funciona como um “teste rápido”, que pode ser usado para acelerar os atendimentos em consultórios médicos.

Natália Nascimento, que é doutoranda em Computação pela PUC-Rio e irmã de Júlia, também ajudou no desenvolvimento do dispositivo, que foi batizado de Orientamed.

(Fonte: Razões para Acreditar)


Senado cria Subcomissão das Pessoas com Deficiência

A subcomissão foi oficializada desta quarta (20) na Comissão de Assuntos Sociais

Senador Flávio Arns

Foi aprovado nesta quarta (20) pela Comissão de Assuntos Sociais o requerimento para a criação da Subcomissão Permanente de Assuntos Sociais das Pessoas com Deficiência. A proposta é de autoria do senador Flávio Arns.

O foco da subcomissão será a análise de temas e políticas públicas relacionadas às pessoas com deficiência em diversas áreas, como educação, saúde, assistência, previdência e trabalho.

CINCO MEMBROS

A Subcomissão das Pessoas com Deficiência contará com cinco membros titulares e outros cinco suplentes. Assim que concluída a adesão dos membros, será definido o plano de trabalho para nortear as ações da subcomissão, que deverá promover audiências públicas, fazer articulações com ministérios, além de propor projetos de lei.

ATUAÇÃO

Flávio Arns é uma das principais referências na luta pela defesa dos direitos das pessoas com deficiência no Brasil. Em seu primeiro mandato como Senador, Arns foi relator do que resultou na Lei Brasileira de Inclusão.


EXEMPLO

“O amor cura, o ódio mata”, o conselho de um gênio da medicina

Por quase 100 anos curando doentes na Venezuela

Jacinto Convit, que enfrentou uma doença bíblica, aconselhou o que ele mesmo praticou, e viveu 100 anos

Macky Arenas | Aleteia

A lepra na Venezuela teve seu momento mais trágico nos anos 1930. Nessa mesma época, um jovem cientista de origem na Catalunha, lutava para erradicar a doença e, independentemente dos riscos e dificuldades, seguiu para os locais de infecção para tratar os doentes.

Em 1937, o lendário médico venezuelano Martin Vegas, pioneiro nos estudos da lepra, convidou Convit para visitar a residência Cabo Blanco, no Estado de Vargas, onde centenas de pacientes com hanseníase estavam hospedados.

Naquela época, a doença ainda era motivo de preconceito. Os leprosos eram trancafiados pelas autoridades.

Jacinto Convit (1913-2014), também conhecido como “José Gregorio Hernández de La Pastora”, foi um médico venezuelano, pesquisador meticuloso e dermatologista do Hospital Vargas de Caracas.

VACINA PARA CÂNCER DE MAMA

Lá, até quase os seus 100 anos de idade, ele trabalhou intensamente, com entrega admirável, onde se ocupou também do câncer da mama, a segunda principal causa de morte na Venezuela.

Em uma ocasião nós o entrevistamos e passamos uma manhã inteira com ele. Naquela época, tinha 92 anos de idade e apresentava agilidade e lucidez de uma pessoa 50.

“Eu só peço a Deus para me conceder um par de anos para ajudar a encontrar a vacina contra o câncer de mama”, disse então. Ele morreu aos 100 anos de idade sem atingir seu nobre propósito, mas deixou avanços muito importantes que seus sucessores continuam a desenvolver.

Este famoso médico e cientista ficou conhecido pelo desenvolvimento de uma vacina contra a lepra. Recebeu o Prêmio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica em 1987 e foi nomeado para o Prêmio Nobel da Medicina em 1988.

VINHAM DE TODOS OS LUGARES

O trabalho do Dr. Convit foi incansável e suas horas foram gastas entre o laboratório e o cuidado de seus pacientes, que ele nunca abandonou. Eles vinham de todos os lugares. Esperavam à sua porta, e ele saía para animá-los e assegurar-lhes que logo seriam atendidos. Deu-lhes sempre um tratamento digno, independentemente de sua condição social.

Na sua idade avançada, ele ainda tratava de cerca de vinte pacientes por dia, além de conduzir uma equipe de pesquisa de primeira linha que ele havia criado e formado. E ainda orientava pesquisadores atuando como professor emérito.

Quando lhe perguntei qual era o segredo de sua vitalidade e lucidez invejável, sem hesitar, ele disse solenemente: “o amor cura, o ódio mata; nunca odeia, ame e você verá que a vida flui como água cristalina”. Foi assim que esse ser humano extraordinário falou, um homem que passou quase um século curando doentes na Venezuela.


AÇÕES DE GOVERNO

Ratinho Junior destaca união entre estados para definir pautas em comum

No Fórum de Governadores, o governador Carlos Massa Ratinho Junior união e fortalecimento dos Estados perante o governo federal. (Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr)

Ele participou do Fórum de Governadores, que teve como principais assuntos a reforma da Previdência e a manutenção das compensações da União pela Lei Kandir.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta quarta-feira (20), em Brasília, do Fórum de Governadores, que reuniu os chefes do Executivo dos 26 Estados e do Distrito Federal. Ele ressaltou a importância da integração entre os Estados para definir pautas em comum para discussão com o governo federal.

Os principais temas da reunião foram a reforma da Previdência, que começou a tramitar na Câmara dos Deputados, e a manutenção das compensações da União em função de desonerações no ICMS de produtos destinados à exportação (Lei Kandir).

A Lei Kandir também foi objeto da reunião do governador Ratinho Junior com os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). “É um tema muito importante para o Paraná. Essa questão vai voltar ao Congresso e os Estados não podem ter nenhum tipo de prejuízo”, sustentou.

A preocupação dos governadores leva em consideração um parecer técnico do Tribunal de Contas da União (TCU) que recomenda a interrupção dos pagamentos. Os Estados querem que a União reconheça e pague uma dívida de R$ 39 bilhões anuais. A União só estaria disposta a pagar R$ 3,9 bilhões. As perdas para o Paraná alcançam R$ 50 bilhões nos últimos 22 anos.

PACTO

O Fórum de Governadores aconteceu nesta quarta-feira (20) e teve a presença dos ministros Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, e Paulo Guedes, da Economia, além dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado Federal, Davi Alcolumbre.

Guedes reconheceu a concentração de poderes e recursos na instância federal e falou da necessidade de rediscussão do pacto federativo. Segundo ele, o País deveria inverter a pirâmide, dando aos municípios e estados mais condições e recursos para a execução das políticas públicas.