Mais de 800 mil foliões movimentam o segundo dia de Carnaval

374

O segundo dia de Carnaval no Paraná foi recheado de tradição e eventos que levaram multidões para as ruas neste sábado (22/02). Em todo o estado, mais de 5 mil pessoas e 1,8 mil veículos foram abordados por equipes policiais, com 57 encaminhamentos de adultos e adolescentes. No Litoral, cerca de 800 mil pessoas curtiram os desfiles carnavalescos e trios elétricos sob os olhos atentos da Polícia Militar, que fez bloqueios de segurança e orientações aos cidadãos.

“Os resultados demonstram que a PM cumpriu seu papel e devido ao grande público quem saiu para se divertir, saiu com o espírito do bom senso, viu que não houve exageros. Tivemos casos pontuais em que a PM esteve presente e atuou com a firmeza necessária, no entanto a prevenção prevaleceu”, destacou o Subcomandante do 9º Batalhão, major Luciano Romão. O major deu destaque ainda para as ações continuadas pós-festejos do primeiro dia de Carnaval nas praias.

Os seis Comandos Regionais da PM, distribuídos em todo o Paraná, fizeram ainda 364 vistorias em estabelecimentos comerciais. As ocorrências atendidas pelas equipes policiais resultaram ainda na lavratura de 33 Termos Circunstanciados e 13 armas de fogo foram retiradas de circulação, além de 148 munições apreendidas.

A presença da PM alcançou desde os grandes eventos, como a Matimbanda, mas também esteve presente nas festas tradicionais das ilhas da Baía de Paranaguá. Em Guaraqueçaba, a Corporação fez o policiamento preventivo e acompanhou as 100 pessoas que se organizaram para participar do Carnaval.

A Matimbanda foi o maior destaque da noite, com público de 250 mil pessoas. Antes da grande festa, a PM já estava acompanhando a movimentação dos turistas por conta do Carnaval Infantil no calçadão de Matinhos. O público contou com uma grande estrutura de segurança montada pela Polícia Militar.

Próximos aos trios elétricos os policiais militares estiveram disponíveis para prestar orientações e entregar pulseirinhas de identificação para crianças e idosos, além de fazer a proteção de todos no local. Somente nesta noite foram distribuídas 78 pulseiras e feitas 405 orientações aos foliões que estavam na Avenida Atlântica.

A noite de sábado foi tomada por cerca de 500 mil pessoas nas festas de Carnaval desde a tarde o policiamento foi reforçado na Avenida Atlântica, na Avenida 29 de Abril e na Barra do Saí, pontos em que houve maior concentração de foliões, veranistas e moradores. Ao longo da noite os policiais militares tiveram que fazer intervenções para evitar confusões, sem a necessidade de encaminhamentos.

Em dos atendimentos feitos na cidade, os policiais militares foram acionados para verificar uma denúncia de venda de drogas em meio à multidão. As pessoas indicaram onde o homem estaria e foi feita a abordagem, sendo encontrados porções de maconha e ecstasy, além de dinheiro trocado. Diante da situação, ele acabou preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

A tradição de Carnaval não foi esquecida em Antonina e a Avenida do Samba ficou colorida pelas fantasias e alegorias preparadas pelas escolas de samba, enaltecendo temas folclóricos da cultura popular brasileira. O policiamento foi feito pelos cadetes da Escola de Formação de Oficiais (EsFO) e alunos-soldados da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), além das equipes do 9º Batalhão (9º BPM) e do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC).

O agito levou 5 mil pessoas para a avenida. A festa iniciou-se por volta de 20 horas e foi até o fim da madrugada. Neste período houve a lavratura de três Termos Circunstanciados e de um Boletim de Ocorrência (descumprimento de medida judicial).

Na cidade de Morretes, o segundo dia de Carnaval teve um público de 800 pessoas no Centro Histórico, próximo ao Rio Nhundiaquara. A tranquilidade prevaleceu e não houve registros de ocorrências, apenas um encaminhamento para lavratura de Termo Circunstanciado por uso de drogas.

Os balneários de Praia de Leste, Santa Terezinha, Ipanema, Shangrilá e Pontal do Sul tiveram trios elétricos que levaram 12 mil pessoas para o segundo dia de Carnaval na cidade. As equipes policiais distribuíram 150 pulseirinhas de identificação, fizeram 48 abordagens a pessoas e fizeram 141 orientações. Durante as festas, houve apenas um encaminhamento para lavratura de Termo Circunstanciado por desobediência.

Cerca de 1,5 mil pessoas acompanharam os desfiles das escolas de samba e dos blocos carnavalescos na Avenida Maximiliano da Fonseca, no centro da cidade. O policiamento preventivo contou com frações de tropa do Verão Maior 2019/2020, do 9º Batalhão de Polícia Militar, além de contar com equipes da Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM). Os agitos iniciaram-se por volta de 19 horas e seguiram até aproximadamente 1h30 deste domingo.

Neste segundo dia de Carnaval, o Corpo de Bombeiros novamente empenhou equipes e ambulâncias para dar atendimento aos veranistas. Os bombeiros atenderam quatro acidentes de meio de transporte e dois combates a incêndios. Nas areias foram feitas 113 prevenções, 504 advertências e 1.240 orientações a banhistas. Os guarda-vidas distribuíram ainda 107 pulseirinhas de identificação.