(Foto: divulgação/PRF)

Cerca de 1 milhão de carteiras de cigarros foram apreendidas no Paraná na última semana. Apenas neste ano, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 36 milhões de carteiras de cigarros no Paraná. O valor corresponde ao dobro do que foi apreendido em 2018. De acordo com o policial rodoviário federal Fernando Oliveira, o Paraná é o estado em que a PRF mais apreende cigarros contrabandeado. Segundo ele, isso acontece devido à localização do estado, já que o Paraná faz fronteira com o Paraguai.

A maioria dos veículos usados para o contrabando de cigarros são carros de pequeno porte roubados e com placas clonadas. De acordo com Fernando, as operações de combate ao tráfico são importantes para diminuir o furto de carros na cidade. Além disso, o cigarro ilegal não passa pelo controle sanitário exigido, e por isso pode trazer riscos a saúde.

A última carga de cigarros confiscada foi na quinta-feira (28) em Quatro Pontes, na região Oeste do estado. Foram apreendidas cerca de quinhentas mil carteiras de cigarro, avaliadas em R$ 2,5 milhões. A carga contrabandeada do Paraguai era transportada em uma carreta, abordada na BR-163, em frente à unidade operacional da PRF.
O cigarro estava escondido em meio a uma carga com pedaços triturados de madeira. Preso em flagrante, um homem de 47 anos de idade disse que saiu de Iguatemi, no Mato Grosso do Sul, com destino final em Curitiba. A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Cascavel. O crime de contrabando tem pena prevista de dois a cinco anos de prisão.