Mais de 1,2 milhão de alunos farão a Prova PR

373

Acontece nessa terça-feira (18) a primeira edição da Prova Paraná 2020. A prova será aplicada para estudantes de toda a rede estadual e de 398 redes municipais de ensino. Participam alunos do 5º ano do Ensino Fundamental (municipal), do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental (estadual), do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, além das modalidades Educação para Jovens e Adultos (EJA ) e Médio Integrado.

Mais de 1,2 milhão de alunos farão a Prova PR

A expectativa é que mais de 1,2 milhão de alunos em todo o Paraná participem da avaliação diagnóstica desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. O objetivo da Prova Paraná é oferecer subsídios às escolas sobre como os alunos estão aprendendo conteúdos considerados essenciais para a trajetória escolar, apontando quais são os conteúdos em que há maior dificuldade.

Com essas informações em mãos – sobre cada aluno e cada turma -, as equipes gestora e pedagógica das escolas têm melhores condições de definir estratégias pedagógicas direcionadas, visando o aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem. A Prova Paraná não é uma avaliação externa (a exemplo do SAEB) e por isso não gera indicadores estatísticos de aprendizagem.

Em 2020, o programa Prova Paraná tem novidades para a primeira edição, como a aplicação da prova de Língua Inglesa (com exceção dos 5º e 6º anos do Ensino Fundamental e EJA). A partir da segunda edição, prevista para acontecer nos dias 05 e 06 de maio, a Prova Paraná contemplará outras disciplinas.

A inclusão também está garantida com provas adaptadas para alunos com necessidades especiais. Foram produzidas 1,2 mil provas ampliadas e 141 avaliações escritas em Braille, atendendo a todos os alunos com necessidades especiais. Os estudantes cegos que não dominam o sistema Braille poderão realizar a Prova Paraná com auxílio do Dosvox, programa de computador que lê textos em formato TXT.

Ainda, a pasta vai orientar as escolas quanto aos estudantes com necessidades especiais que não as relacionadas à visão, como deficiência motora, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e surdez. Se necessário, esses alunos terão o tempo de prova flexibilizado, além do acompanhamento de um professor de apoio e até de guia-intérprete.

 

AEN